Por pbagora.com.br

Além do suplente Diego Tavares (PP), quem também estará de volta ao Senado Federal é o ex-senador Ney Suassuna (PP) no lugar do senador Veneziano VItal (PSB), que apresentou requerimento nesta quarta-feira (23) se afastando do cargo. A alegação de Veneziano para se distanciar do mandato neste momento é a campanha eleitoral em Campina Grande.

O parlamentar acredita que se dividir em obrigações não contribui para Paraíba, por isso, decidiu por adotar uma atenção mais presente neste momento tão atípico da política por conta da pandemia.

A esposa de Veneziano, Ana Cláudia Vital (Podemos), é candidata a prefeita de Campina Grande, nas eleições municipais deste ano. Ele disse ainda que é importante dar um gesto aos parceiros, que participaram da campanha ativamente.

“Se você vai para um processo de eleição municipal, estando dividido com as obrigações, que são prioritárias, no Senado, e fazendo participações na campanha. Achamos por bem tirar a licença”, ressaltou.

Mesmo com pouco tempo de mandato, Veneziano e Daniella proporcionam o rodízio no Senado, contemplando aliados. Já o senador Zé Maranhão, eleito em 2014, nunca se licenciou do cargo.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Boletim com dados de setembro da Sefaz-PB aponta crescimento na arrecadação do ICMS, IPVA e ITCD

A Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz-PB) publicou, nesta terça-feira (20), a edição nº 13 do Boletim Covid-19, que traz dados, gráficos e análises da arrecadação da receita própria (ICMS,…

Eleições 2020: MPE verifica acessibilidade em seções eleitorais de João Pessoa

O Ministério Público Eleitoral está acompanhando a preparação dos locais de votação das Eleições 2020, principalmente, no que se refere à acessibilidade. Esta semana, a promotora eleitoral Dulcerita Alves está…