A Paraíba o tempo todo  |

Vené defende medidas federais para alavancar economia, após pandemia

O senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB), defendeu em entrevista a emissora de Campina Grande, que após a passagem do trauma da pandemia, é preciso que o Governo Federal alavanque e aqueça a economia com a emissão de moeda. Ele considerou que essa atitude precisa ser feita mesmo que isso signifique um déficit fiscal no futuro.

– A história não tão remota nos mostra que o que foi feito foi exatamente isso, programas arrojados, audaciosos de colocar dinheiro na economia, fazer com que recursos possam estar em obras públicas. Não há outra alternativa senão essa, a meu ver – disse.

O senador avaliou que o presidente Jair Bolsonaro (Aliança) “é o responsável de tudo o que contra si estamos vendo” e disse que a oposição tem feito o seu papel de forma correta. Ele disse que “Bolsonaro faz uma campanha sórdida e provocativa contra as instituições” que fere a democracia e lamentou que um presidente se coloque contra o isolamento social em um momento de pandemia por um vírus que causou mortes em todo o mundo.

Segundo Veneziano, Bolsonaro agride a imprensa e as instituições e isso demonstra um espírito ditador.

– É um espírito que é próprio de quem tem um germe inoculado há muito tempo, que é o germe autoritário de quem prega aquilo que nós não mais admitimos. Eu lamento. Se um presidente ao invés de defender o isolamento social, defende a aglomeração, quantos milhares de brasileiros não creem que essa é a palavra certa? – colocou.
Como líder do bloco Senado Independente, Veneziano voltou a criticar a postura antidemocrática do presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com o senador, os ataques realizados por militantes bolsonaristas, em manifestações pró-governo, são atos “antidemocráticos” e declarou que o presidente da República possui um “germe” que constantemente defende a implantação de uma ditadura no país.

– Vocês [jornalistas] foram atacados ontem em uma manifestação bolsonarista, na linha da irracionalidade. Os atos antidemocráticos têm sido reiterados nestes 15 meses, às vezes com violência de fato, outras vezes com violência verbal. O presidente Jair Bolsonaro nunca escondeu que existe um germe, existe um vírus nele que é o de defender a ditadura. Ser contestado, pra ele, é inaceitável – afirmou.

Além disso, Veneziano ressaltou que é indispensável que a população esteja alerta contra atitudes antidemocráticas proferidas pelo governo Bolsonaro.

– Em nome da democracia é importante que nós estejamos alertas, pois este é um processo de experimentação do presidente Bolsonaro – alertou.

PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe