Por pbagora.com.br
 
 

O isolamento social rígido, com pontos de fiscalização em João Pessoa, será encerrado neste domingo (14), mas a recomendação para que as pessoas continuem em casa e só saiam em caso de necessidade, permanece.

A Prefeitura de João Pessoa justificou a decisão de flexibilizar as atividades a partir de indicadores de saúde, como a queda na taxa de transmissão de casos, redução na ocupação de leitos de UTI, diminuição na pressão hospitalar nas UPAs e redução no número de mortes provocadas pela doença.

A flexibilização será adotada levando em conta regras de ouro, válidas para todos os segmentos, como as medidas de distanciamento social, ou seja, 1,5m de distância entre funcionários e clientes, priorização do trabalho remoto para colaboradores de grupos de risco e demarcação de espaços nas filas; medidas de higiene, como espaço adequado para disponibilização de álcool 70% e uso obrigatório de máscaras; e medidas de identificação ativa, o que significa a informação à Secretaria de Saúde sempre que houver sintomas, afastamento dos funcionários com suspeita por até 14 dias e dar preferência pelo trabalho remoto sempre que for possível. Além disso, cada setor deverá seguir protocolos setoriais formulados com representantes das áreas específicas.

Etapas da Flexibilização

O primeiro momento de flexibilização, a ser iniciado nesta segunda (15), prevê o fim do isolamento social rígido, com retirada dos pontos de fiscalização, e permite o funcionamento integral dos serviços essenciais. O comércio atacadista, fundamental no abastecimento de outros setores, segue aberto. Construção civil, concessionárias, revendas de veículos e locadoras, além de empresas de assistência técnica, poderão funcionar, seguindo as regras de prevenção. No sistema de delivery e drive thru poderão atuar as lojas de material de construção, serviços de alimentação, óticas e estabelecimentos de varejo. Salões de beleza podem receber um cliente por vez, sempre a partir de agendamento, sem filas. Igrejas podem ser reabertas com apenas 30% dos fiéis.

Como medidas preventivas e forma de preservar o isolamento social, o transporte público seguirá temporariamente suspenso, assim como escritórios de profissionais liberais, serviços públicos não essenciais e a circulação em praias, parques e praças. Feiras livres, comércio ambulante, academias de ginástica, museus, teatros e cinemas, além de atividades presenciais de educação, também seguem fechados. As etapas 2, 3 e 4 serão implementadas com base nos indicadores de saúde, até que a Capital complete o retorno integral à nova normalidade. As medidas serão anunciadas com base em critérios técnicos, sempre a partir da avaliação permanente dos riscos que cada retorno gradual poderá representar.

 
 
Notícias relacionadas

Covid: Mais de 50 mil pessoas de outros estados se vacinaram na Paraíba, diz TCE

Na lista de vacinados na Paraíba aparecem possíveis falhas, como o uso de CPFs inexistentes de 8.973 pessoas e 341 que já estariam mortas. Inconsistências relativas à faixa etária; intervalo…

Acidente entre trem e carro é registrado em Cabedelo, na Grande JP

Acidente entre trem e carro foi registrado no bairro do Jacaré, em Cabedelo, na noite desta quinta-feira (6). Apesar do susto, ninguém ficou ferido com o incidente. De acordo com…