A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) passou a oferecer quentinha e dinheiro para garantir alimentação e isolamento social de estudantes que utilizam os Restaurantes Universitários e residem nas Residências Universitárias da instituição.

Essas medidas, publicadas em portaria nessa terça-feira (24), assinada pela Pró-Reitoria de Assistência e Promoção ao Estudante (Prape), tem o objetivo de atender à atual situação de emergência de saúde pública na Paraíba, decorrente do novo coronavírus (Covid-19), que também motivou a suspensão das aulas e atividades presenciais na instituição.

De acordo com a pasta, nos campi I (João Pessoa) e II (Areia), as refeições serão entregues diretamente aos alunos que residem nas Residências Universitárias, acondicionadas individualmente em quentinhas.

Para os residentes dos campi III (Bananeiras) e IV (Rio Tinto e Mamanguape) e para os demais usuários dos Restaurantes Universitários de todos os campi, a alimentação será garantida por meio de dinheiro, pago em forma de pecúnia direta.

“Pagaremos um auxílio emergencial de alimentação no valor de R$ 250 para os residentes dos campi III e IV e para os comensais dos Restaurantes Universitários”, informa o pró-reitor de assistência e promoção ao estudante, João Wandemberg.

Segundo o gestor, o auxílio emergencial de alimentação foi adotado porque, embora as aulas e atividades presenciais tenham sido suspensas, o semestre não foi interrompido e os alunos continuam realizando as atividades de forma online, por meio de ferramentas virtuais. “Diante da dificuldade do momento, a UFPB está fazendo o possível para que os alunos assistidos possam receber alimentação”.

Conforme a portaria publicada, o prazo de duração do auxílio emergencial de alimentação será correspondente ao período de encerramento das atividades acadêmicas nos campi da UFPB, conforme os calendários acadêmicos 2019.2, aprovados pelo Conselho Superior de Ensino e Pesquisa (Consepe). As dos campi I e IV encerrarão em 8 de abril e as dos campi II e III em 25 de abril.

A portaria divulgada pela Prape atende às determinações da Portaria nº 090/2020 da Reitoria da UFPB, no que diz respeito à avaliação sobre manutenção do fornecimento das refeições nos Restaurantes Universitários ou substituição pelo pagamento em pecúnia.

Isolamento social

Entre 16 e 20 de março, menos de 20% dos usuários compareceram aos Restaurantes Universitários, conforme dados da Superintendência dos Restaurantes Universitários (SRU) da UFPB.

No campus I, João Pessoa, por exemplo, no dia 16 de março, foram fornecidas 1.679 refeições, somando desjejum, almoço e jantar. Já no dia 20, esse número caiu para 435. No campus II, o número de refeições, nesse período, caiu de 634 para 156; no III, foi de 366 para 78; e no IV, de 270 a 99.

Segundo João Wandemberg, essa queda no comparecimento foi motivada por fatores como a suspensão do serviço de transporte coletivo em João Pessoa e pela recomendação para se evitar aglomerações.

PB Agora com Ascom/UFPB

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Número de casos confirmados de Covid-19 na Paraíba sobe para 20

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgou na manhã desta quarta-feira (1°) em seu boletim epidemiológico que a Paraíba registrou mais um caso do novo coronavírus (Covid-19). Agora sobe para…

Em uma semana, PM recebe mais de 560 denúncias de aglomeração na PB

A Polícia Militar revelou que entre o dia 24 de março e essa última terça-feira (31), já recebeu 563 denúncias por descumprimento das medidas de isolamento social em todo o…