NENN discutirá intolerância religiosa no segundo turno das eleições estaduais da Paraíba

O Núcleo de Estudantes Negras e Negros da Universidade Federal da Paraíba (NENN/UFPB) vem a público convidar todos os interessados a participarem das atividades alusivas ao dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de Novembro. As atividades do NENN acontecem entre os dias 19 e 30.

No dia 19, a programação será aberta com a mesa de “Diálogos Circulares sobre Intolerância Religiosa e Racismo”, com a presença de Mãe Renilda, Antônio Novaes e Edivaldo ‘Fun Fun’, Serge Katemberra e Danilo Santos, que apresentarão uma análise sobre a Intolerância Religiosa e o Racismo na Paraíba, evidenciados no segundo turno das últimas eleições estaduais.

No período da tarde e noite, o angolano Domingos José João da Cruz, mestrando em Direitos Humanos da UFPB, ministrará oficinas sobre as “Convergências entre a filosofia africana e sul-americana” e “Etnofilosofia e o futuro da África”.

Dentro da programação alusiva à memória do grande líder negro Zumbi dos Palmares, também será realizada uma palestra no dia 30 de novembro, nos turnos da tarde e noite, sobre “Corporeidade e Negritude em tempos contemporâneos”. O ministrante será Severino Lepê Correia, que nasceu e mora em Recife e trabalha com Djumbay, uma organização que, além das sua atividades políticas, também promove a cultura negra brasileira e suas raízes africanas.

As atividades ocorrerão na UFPB. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail [email protected], pelo twitter @nennufpb, ou pelos telefones: 88932354 (Danilo Santos); 88333006 (Alessandro Amorim); e 87089588 (Ana Luiza Barbosa).

Confira a programação completa do evento abaixo:

PROGRAMA DE DEBATES

DIA 19/11/2010, na sala 500 do CCHLA:

MANHÃ; 8h30 às 11h30; Tema – Diálogos Circulares sobre intolerância religiosa e racismo.

Objetivo: proporcionar a interação de visões acerca da intolerância religiosa e do racismo manifestados no decorrer do segundo turno das últimas eleições para Governo do Estado da Paraíba em 2010. Buscaremos entender como estes mecanismos de exclusão funcionam e como formam a base de um racismo mais amplo da sociedade paraibana, detectado, por exemplo, nas práticas do genocídio da juventude negra no Estado. A meta deste encontro reside na busca por táticas e estratégias de combate destas situações e de seus desdobramentos pelos movimentos sociais negros, quer seja no âmbito sócio-político ou sócio-religioso.

TARDE; 14h30 às 17h; Tema – A filosofia africana e sul-americana: convergências.
 

Metodologia: interativa e expositiva
 

NOITE; 19h às 21h30; Tema – Etnofilosofia e o futuro de África.
 

Metodologia: expositiva e interativa
 

Expositor: Domingos José João da Cruz

Síntese e objetivo: curiosamente, muitos temas tratados por filósofos africanos deste período (1950-1970) são semelhantes aos tratados por seus contemporâneos filósofos latino-americanos. Entre eles, estão: o caráter e a finalidade da filosofia; o mimetismo na cultura colonizada; a alienação cultural; a relação entre o Eu e o Outro fora dos parâmetros da racionalidade européia; (…); a relação entre filosofia e revolução; a questão da consciência e libertação nacional; a dialética da identidade; diversidade cultural e humanismo; filosofia e religião; filosofia e subdesenvolvimento; a filosofia como fator de libertação e a responsabilidade do filósofo em meio ao seu contexto histórico. O intercâmbio filosófico entre o pensamento africano e latino-americano de libertação ficou restrito a alguns autores, mas foi, contudo marcante.

DIA 30/11/2010. Local a ser definido:

TARDE; 14h30 às 17h: NOITE: 19h às 21h30; Tema – Corporeidade e Negritude na contemporaneidade.
 

Palestras ministradas por Lepê Correia.
 

Síntese e objetivo: o nosso corpo, mas do que um objeto para a consciência é a estrutura de onde essa consciência emerge. O contato do corpo com o mundo instaura uma história. Portanto, objetivamos proporcionar um conhecimento do corpo como agente ativo na produção da experiência ao receber estímulos concretos. Corpo individual como parte do corpo coletivo. O rearranjar de pressupostos afirmativos de um horizonte político capaz de utilizar vivências para elaborar situações significativas.
 

 

Assessoria

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Irmã de RC entrega a Adriano Galdino cargo que ocupava na ALPB

A irmã do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), Valéria Coutinho, entregou nesta quarta-feira (18) ao presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino (PSB) uma carta de demissão do cargo…

Projeto obriga bares a auxiliar mulheres em situação de risco

A Comissão de Direitos da Mulher da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou, durante reunião nesta quarta-feira (18), por unanimidade, o projeto 303/2019, de autoria do presidente da Casa, Adriano…