Por pbagora.com.br

Prédios comerciais, terrenos, automóveis, motocicletas, máquinas e dezenas de outros bens serão vendidos em leilão hoje (terça-feira) a partir das 9h no auditório do Fórum Maximiano Figueiredo, no Empresarial João Medeiros, em João Pessoa. É a primeira edição do ano do Projeto Arrematar, o mega-leilão do Tribunal Regional do Trabalho, que vai oferecer bens de 138 processos para o pagamento de dívidas trabalhistas. Qualquer pessoa pode participar do leilão, exceto os servidores da Justiça Trabalhista.

Nesta edição do Projeto Arrematar os participantes terão a fotografia do bens exibidas em um telão, além de acompanhar as ofertas com o edital nas mãos. Para o leilão presencial os candidatos a arrematantes podem fazer o cadastramento, portando os documentos pessoais, até antes do início dos trabalhos. Aqueles que se cadastraram com até 48h de antecedência poderão participar, via internet, oferecendo os lances através do computador.

A coordenadora da Central de Mandados, juíza Taís Priscila Ferreira, ressalta que a expectativa é grande para o evento. “Esperamos um grande número de arremates para que os processos sejam resolvidos e os trabalhadores recebem o que lhes é de direito”.
Ela acrescentou ainda que a implantação do leilão eletrônico está atraindo investidores de todo o Brasil.

O lance mínimo para bens móveis é de 20% do valor da avaliação e para imóveis 40%. Os bens imóveis podem receber oferta parcelada, mas não serão admitidas parcelas inferiores a 1/10 do valor da avaliação do bem, podendo este ser parcelado em no máximo 10 vezes, contando com o sinal.

Entre os bens mais cobiçados pelo mercado imobiliário estava no edital o prédio do Hotel Ouro Branco, em Tambaú, um dos locais mais valorizados de João Pessoa. Avaliado em R$ 13.708.635,00, o bem foi retirado do edital para uma tentativa de negociação entre as partes durante o Projeto Conciliar, que acontecerá dia 27 deste mês.

O edital do Projeto Arrematar será distribuído para os participantes no momento do cadastramento e nele consta também aparelhos de ar-condicionado, equipamentos médicos, televisores, eletrodomésticos, impressoras, carteiras escolares, itens de vestuário, alimentação, tijolos e até granito.

Terreno avalizado em R$ 200 mil
Entre os bens ofertados está um terreno no loteamento Portal do Bessa, medindo 12X30, com benfeitorias, avaliado em R$ 200 mil, um automóvel Toyota Corolla, ano 2004, bancos de couro, avaliado em R$ 40 mil. Um Fiat Uno Mille, 2004, duas portas, avaliado em R$ 17 mil, uma moto Honda Bros 150, 2008, avaliada em R$ 6.500,00 TV de plasma, 42 polegadas, marca Panasonic, avaliada em R$ 2.100,00.

No edital consta ainda linguiça (vários lotes), gasolina e até 450 pares de tênis de futsal, marca Penalty, de tamanhos variados, avaliado em R$ 13.500,00. Os lances mínimos devem corresponder a 20% do valor da avaliação para bens móveis e 40% para bens imóveis.

O edital do Projeto Arrematar do Tribunal Regional do Trabalho, com todos os bens, está disponível para consulta nos sites www.trt13.jus.br e www.projetoarrematar.com.br. O leilão acontece durante todo o dia.
 

 

Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

João Azevêdo discute distribuição do salário-educação com presidente do STF

O governador João Azevêdo participou, nesta quinta-feira (29), de reunião, por meio de videoconferência, com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, e com os demais governadores do…

Covid-19: Governo Federal reconhece estado de calamidade na Paraíba

O governo federal reconheceu o estado de calamidade pública da Paraíba devido à pandemia da Covid-19. O secretário Nacional de Defesa Civil, Alexandre Lucas Alves assinou a portaria que foi…