Por pbagora.com.br

O prédio do Hotel Ouro Branco, uma das mais belas edificações da avenida Nossa Senhora dos Navegantes, em Tambaú, vai à leilão. O edital do mega-leilão que o Tribunal Regional do Trabalho vai promover já está disponível para consulta nos sites www.trt13.jus.br e www.projetoarrematar.com.br. Será no dia 12 de maio, no auditório do Fórum Maximiano Figueiredo, em João Pessoa, a partir das 9h. É a primeira edição do Projeto Arrematar deste ano, que vai oferecer centenas de bens móveis e imóveis em 138 processos.

Este ano, chama a atenção a grande quantidade de carros, prédios e terrenos que vai a leilão. Segundo informações da juíza Ana Paula Cabral Campos, coordenadora da Central de Mandados, nesta nova edição do Projeto Arrematar, os participantes poderão ver as fotos no telão de quase todos os bens ofertados. “Os oficiais de Justiça estão fotografando os bens para serem colocados no telão”.

O lance mínimo para bens móveis é de 20% do valor da avaliação e para imóveis 40%. Os bens imóveis podem receber oferta parcelada, mas não são admitidas parcelas inferiores a 1/10 do valor da avaliação do bem, podendo este ser parcelado em no máximo 10 vezes, contando com o sinal.

O mega-leilão vai vender os bens que foram penhorados pela Justiça do Trabalho para o pagamento de dívidas trabalhistas.

 

Cadastramento

Qualquer pessoa poderá participar, exceto os servidores da Justiça do Trabalho. Aqueles que desejarem oferecer seus lances pessoalmente devem se cadastrar no dia do evento portando os documentos pessoais, a partir das 8h. A participação via Internet também será permitida com o cadastro feito antecipadamente através do endereço eletrônico www.projetoarrematar.com.br.

Avaliado em R$ 13.708.635,00, o prédio do Hotel Ouro Branco, na avenida Nossa Senhora dos Navegantes, está no edital para ser vendido no leilão. O edital será distribuído para os participantes e nele estão sendo oferecidos ainda terrenos, apartamentos, veículos, aparelhos de ar-condicionado, equipamentos médicos, itens de vestuário, alimentação, milheiros de tijolos e granito.

Entre outros bens, estão um automóvel Corsa Wind, à gasolina, ano 2001 modelo 2002, em estado regular de conservação, avaliado em R$ 10 mil reais e uma sala no edifício Vina Del Mar, na rua Padre Meira, no centro da Capital, medindo 3,5 de frente por 8,5 de fundos dividido em dois ambientes, avaliada em R$ 15 mil reais.

Os bens móveis encontram-se sob a guarda da parte executada ou do leiloeiro oficial que receberá 5% do valor do bem arrematado, pagos pelo arrematante.

 

Bens curiosos que vão a leilão

– Tapetes de sisal de vários modelos

– Conjunto de pista para toboágua, desmontado em partes

– Máquina de contar cédulas,

– Berços de acrílico, com armação de ferro esmaltado;

– Monitor cardíaco

– 40 colchões casal e solteiro

– 02 mesas temáticas para eventos em festas de crianças, uma denominada fundo do mar e outra hello kitty

– 907 pares de sapato tênis futsal, marca penalty de tamanhos e cores variadas

– 667 litros de gasolina aditivada

 

Coordenadoria de Comunicação do TRT-PB
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

João Azevedo diz que não é momento para tratar de impeachment de Bolsonaro

Diante do inicio da campanha de imunização e do avanço da crise que o Brasil atravessa em decorrência do Covid-19, o governador João Azevedo (Cidadania), declarou em entrevista, que não…

Pandemia: para evitar festas e aglomerações, comércio da PB pode funcionar normalmente no carnaval, diz Fecomércio

Após o cancelamento dos festejos do Carnaval em cidades como João Pessoa e Cabedelo e com a possibilidade de que o Governo do Estado cancele o ponto facultativo relacionados ao…