Por pbagora.com.br

Após 10 dias de greve dos caminhoneiros, a cidade de João Pessoa está com trânsito liberado e não há ocorrências de filas nos postos de combustíveis do município.

 

O único impasse segue sendo a falta de abastecimento de botijão de gás de cozinha que está paralisado desde o início da greve.

 

Os últimos botijões foram vendidos ao preço de R$70 reais e depois os estabelecimentos ficaram sem mercadorias.

 

O motivo do desabastecimento é um bloqueio no Porto de Suape que na manhã desta quarta-feira (30) está sendo liberado com a intervenção de uma operação da Polícia Militar de Pernambuco.

 

A operação aconteceu por volta das 2h40, um dia depois que a Justiça Federal expediu uma notificação para que os caminhoneiros liberassem imediatamente pontos de bloqueios nas vias do Grande Recife.. Foram 400 homens que conseguiram liberar o bloqueio. 

 

A previsão das revendas da Paraíba é que a venda do gás de cozinha seja regularizada na próxima segunda-feira (04). No entanto, o produto deve chegar em João Pessoa ainda nesta quarta-feira (30).

 

PB Agora

Foto: Reprodução/TV Globo

 

 

Notícias relacionadas

PT e MDB garantem apoio à reeleição de Azevêdo, em 2022

As ações executadas pelo Governo da Paraíba, sobretudo no combate à pandemia do coronavírus e às ações em prol do desenvolvimento do estado são alguns dos requisitos citados por aliados…

Novos selos fiscais para vasilhames de água entram em vigor na PB

Neste mês de maio, entrou em vigor no Estado da Paraíba o decreto com regras dos novos formatos técnicos de selos fiscais para vasilhames de 20 litros de água mineral,…