A 2ª Câmara do Tribunal de Contas do Estado volta a se reunir, nesta terça-feira (09), para apreciar uma pauta de julgamento com 95 processos, em sua maioria, atos de pessoal, com destaque para registros de aposentadorias e pensões de servidores públicos, ou seus dependentes. As sessões do colegiado acontecem no Plenário Conselheiro Adailton Coelho Costa, com início previsto para às 10h, sob a presidência do conselheiro Nominando Diniz.

Compõem a pauta de julgamento as contas de 2013 do Instituto de Previdência do Município de Santa Rita, e as do Instituto de Previdência dos Servidores de Poço de José de Moura, na gestão de Onofre Ferino de Medeiros, sob relatorias, respectivamente, dos conselheiros Arthur Cunha Lima e Arnóbio Alves Viana. Também denúncias que envolvem as prefeituras de Santa Rita, Aroeiras, Rio Tinto, Teixeira e Piancó, assim como a Defensoria Pública do Estado.

Outros processos dizem respeito recursos, verificação de cumprimento de decisão e a processos de licitação oriundos, caso a caso, das prefeituras de Campina Grande, Brejo do Cruz, Santa Rita, Imaculada e Cabedelo. Ainda da Secretaria de Estado da Educação. Constam também inspeções de obras em exercícios anteriores nos municípios de Campina Grande, São José de Piranhas, Cajazeiras e Gurinhém.

As sessões ordinárias da 2ª Câmara do TCE têm acesso público permitido e transmissão ao vivo pela internet (www.portal.tce.pb.gov.br). Os processos constantes da atual pauta indicam movimentação de recursos públicos superiores a R$ 28 milhões.

 

Ascom/TCE

 

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Bruno avisa que com ou sem o apoio de Romero será candidato à PMCG

Com status de secretário, o chefe de gabinete da Prefeitura de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (sem partido) voltou a confirmar sua postulação à sucessão municipal na Rainha da Borborema…

ALPB: apesar de problema cardíaco, licença de Ludgério está descartada

Está descartada uma licença de mais de 121 dias para tratamento de saúde, do deputado estadual Manoel Ludgério (PSD), após passar mal, na tarde de ontem, terça-feira (20), por conta…