O Tribunal de Contas da Paraíba aprovou por unanimidade, na tarde desta quarta-feira (4), o pedido de intervenção estadual na Prefeitura de Bayeux, na Grande João Pessoa. A decisão foi tomada após a análise de uma inspeção especial de contas realizada no município.

O relator da matéria, conselheiro André Carlos Torres Pontes, justificou a medida com base em irregularidades apontadas em um relatório feito pela auditoria do órgão.

A necessidade da intervenção foi fundamentada, conforme o conselheiro, na ausência de pagamento regular por dois anos consecutivos da dívida fundada e na não aplicação do mínimo de 25% da receita municipal em educação e de 15% nas ações e serviços públicos de saúde.

Conforme o documento, também ficou confirmada a prática de improbidade administrativa pelo prefeito Berg Lima, que teve condenação mantida pela Justiça na última terça-feira (3).

Redação com G1

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Qualquer flexibilização trará aumento de casos da Covid-19, alerta secretário da PB

Após divulgar a 3ª avaliação de classificação dos municípios e, consequentemente, liberar a flexibilização de alguns setores da economia o secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, alerta que todo…

Covid-19: 3ª avaliação do Estado coloca 23 cidades na bandeira verde de flexibilização

O governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Saúde, divulgou neste sábado a 3ª avaliação do Plano Novo Normal, que estabelece os níveis de flexibilização para os municípios…