Por pbagora.com.br

Acatando o pedido da Procuradoria-Geral da  República (PGR), o Superior Tribunal de Justiça (STJ) prorrogou, por 120 dias, o afastamento dos conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) Arthur Cunha Lima e Nominando Diniz, alvos da Operação Calvário.

A decisão foi da Corte Especial do Poder Judiciário durante sessão ocorrida nessa quarta-feira (19).

Na época do afastamento, em 2018, o ministro Francisco Falcão também determinou a proibição de acesso dos conselheiros às dependências do Tribunal de Contas e de utilização dos serviços da Corte, bem como a vedação de comunicação com funcionários e membros.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

TCE-PB multa Berg por irregularidades em compras de materiais de construção

A 1ª Câmara do Tribunal de Contas da Paraíba julgou irregular, nesta quinta-feira (24), procedimento de adesão, pela Prefeitura de Bayeux, a ata de registro de preços objetivando a compra,…

Cícero Lucena e Léo Bezerra oficializam registro de candidatura no TSE/PB

O ex-senador Cícero Lucena (PP) e o vereador Léo Bezerra, do Cidadania, oficializaram o registro de candidatura, na tarde desta quinta-feira (24), no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para disputar à…