Um detalhe sobre a soltura dos 11 vereadores de Santa Rita presos durante a Operação Natal Luz e liberados após a audiência de custódia realizada na noite dessa quarta-feira (06), não passou despercebido.

É que a Juíza responsável pela decisão, Maria dos Remédios Pordeus, recebeu no ano passado, o título de cidadania santarritense pelos serviços prestados na cidade, proposto pelo vereador e presidente da Câmara, Anésio Miranda. Vale ressaltar que Anésio foi um dos beneficiados com a soltura.

A dúvida que passou a pairar e permeia as rodas de conversa na terra dos canaviais nesta quinta-feira (07) é se, teria sido correta a decisão da liberdade dos parlamentares ter sido decretada pela magistrada que foi agraciada por um deles.

Além da liberdade, os vereadores não foram impedidos de continuar nos cargos, mas seus salários foram suspensos.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

João Azevêdo inaugura UTI para idosos vítimas de queda e acidentes de trânsito

Fotos: José Marques O governador João Azevêdo entregou, nesta segunda-feira (17), 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva – Centro de Trauma do Idoso, o primeiro serviço de traumato-ortopedia do…

“Discordamos da filiação, mas respeitamos”, diz Anísio ao defender apoio do PT a João Azevêdo

Se depender dos esforços do deputado estadual Anísio Maia, o PT não só deve como vai permanecer na base que dá sustentação ao Governo João Azevêdo. Em entrevista nesse final…