Na Paraíba, um ato de solidariedade de uma família em luto permitiu trazer de volta a alegria de viver para pacientes na fila do transplante de órgãos na Paraíba, no Ceará e em São Paulo.

Emocionada, e ainda consternada pela precoce partida de uma criança de apenas 11 anos, a família autorizou que a equipe médica do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande realizasse o procedimento de captação dos órgãos (coração, fígado e rins) para pacientes que aguardam na fila de transplantes no país.

De acordo com a unidade hospitalar, três brasileiros receberão os órgãos doados. Em resposta ao ato de solidariedade, a equipe médica do Trauma agradeceu de forma singela (vídeo) aos parentes da criança.

De acordo com a secretaria de Estado da Saúde, o coração foi destinado a uma criança de apenas 13 anos no estado do Ceará. O fígado permaneceu na Paraíba e será encaminhado para procedimento de transplanta no Hospital Nossa Senhora das Neves, na Capital.

Ainda de acordo com a Saúde estadual, os rins da doadora serão encaminhados para o estado de São Paulo.

Segundo secretário de Estado de Saúde, Geraldo Medeiros, a Paraíba bateu recorde de captação de órgãos em um ano em sua história. Até este momento, foram 16 captações.

 

PB Agora

Total
2
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Câmara Municipal de Campina Grande encerra calendário de debates da LOA 2020

A quarta e última audiência pública do calendário de debates da Lei Orçamentária Anual (LOA 2020) aconteceu na tarde desta quinta-feira, 21, no Plenário da Câmara de Vereadores de Campina…

Águas da transposição chegam a Monteiro, no Cariri da PB

Após meses de espera, as águas da transposição do Rio São Francisco chegaram na Paraíba na noite da terça-feira (19). A informação foi confirmada pelo presidente da Agência Executiva de…