O deputado estadual Jeová Campos, do PSB, prestou solidariedade a deputada Estela Bezerra (PSB) nesta quarta-feira (16) após a repercussão da informação de que a colega havia sido citada no bojo do inquérito da Operação Calvário, que apura desvios de recursos públicos em contratos firmados com unidades de saúde e educação na Paraíba.

“Nesse momento o que eu posso fazer é prestar minha solidariedade a ela. Eu não conversei ainda com a deputada para saber de que forma ela está sendo citada, até porque tudo corre em segredo de justiça”, disse

O parlamentar aproveitou ainda para rechaçar os vazamentos, segundo ele, seletivos que vêm ocorrendo em operações judiciais, por todo país, sem ao menos dar oportunidade a parte citada de esclarecer fatos ou apresentar um contraponto. Para ele, o que o modus operandi representa tirania.

“A minha crítica a essas operações, não a está aqui (Calvário), mas se está em segredo de justiça porque ficam fazendo esses vazamentos antes que a pessoa tenha sequer o direito de apresentar a sua argumentação, ou apresentar o seu contraponto. Isso não é democrático, isso é tirano o que está acontecendo no Brasil”, desabafou.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cinco academias são notificadas por atividades irregulares na PB

Cinco academias foram notificadas por apresentarem atividades irregulares, em Guarabira, no Brejo paraibano. As notificações foram feitas pelo Conselho Regional de Educação Física da 10ª Região – Paraíba (CREF10/PB) e…

Chuvas podem gerar preocupações para os foliões na Paraíba

O carnaval começou e os foliões só pensam em curtir os dias de momo, mas a diversão pode ter um atrapalhador é que a Agência Executiva de Gestão das Águas…