Um dos estados mais antigos do Brasil, a Paraíba convive com as grandes e modernas edificações verticais, por um lado, e com históricas construções seculares, por outro. Preocupados com a situação dos imóveis que compõem o patrimônio cultural paraibano, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Paraíba (Crea-PB) e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (Iphaep) darão início ao projeto “Memória Edificada”, fruto desta parceria, que visa vistoriar prédios que compõem o patrimônio cultural paraibano e viabilizar as obras de restauração.

No próximo dia 12, os dirigentes do Iphaep e do Crea-PB vão se reunir para definir as equipes que trabalharão na vistoria das primeiras três edificações. Em João Pessoa, o primeiro imóvel analisado será uma casa de esquina, localizada em frente à Praça do Bispo, que está em avançado estado de deterioração, segundo informou a presidente do Iphaep, Cassandra Figueiredo.

Inclusos na lista também estão neste primeiro mês outros dois imóveis: a Casa José Lins do Rego, em Pilar, e o Memorial das Ligas Camponesas, em Sapé. “A indicação dos imóveis será sempre feita pelo Iphaep, levando em consideração o estado de conservação e a importância cultural do prédio”, relata Cassandra.

A partir da indicação do instituto, o Crea entra em ação. O conselho constituirá uma comissão multidisciplinar de engenharia, formada por profissionais voluntários e pela equipe de fiscalização, para realizar vistorias nos imóveis. A comissão remeterá os laudos e relatórios ao instituto que, a partir do diagnóstico técnico, fará o planejamento de recuperação das construções.

Além do pessoal do Iphaep e do Crea, também participarão das vistorias membros do Ministério Público Estadual e Corpo de Bombeiros. A intenção é oferecer ao proprietário do imóvel o laudo e o acompanhamento necessários para que ele realize a restauração. “Muitas vezes, o dono do imóvel não tem condições de bancar essa vistoria e todo esse trabalho que o Crea vai garantir”, explica a presidente do Iphaep.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Polícia atua na prevenção do coronavírus em 32 aldeias indígenas Paraíba

A Polícia Militar da Paraíba deu início, nessa quinta-feira (2), a um trabalho voltado para alertar a população indígena que vive nas 32 aldeias do Litoral Norte do Estado, com…

Segunda morte por covid-19 é confirmada na Paraíba

Uma mulher de 86 anos foi a segunda vítima fatal da covid-19 na Paraíba. Ela faleceu no início da manhã deste sábado (04) no momento em que era transferida da…