Por pbagora.com.br

Diante do que classificam como ‘um grotesco gesto de indiferença’, o Sindiágua-PB, a Asseca e Asteca, vão realizar um ato de advertência, a partir das 08h00 de amanhã (29), na frente da sede-central da Cagepa, em João Pessoa, para deliberar sobre os próximos passos da campanha salarial que vêm desenvolvendo, há mais de mês, para fazer valer a data-base de reajuste da categoria – que é maio).

Segundo o presidente do Sindiágua-PB, José Reno de Sousa, a questão vem sendo discutida em mesa-redonda da Delegacia Regional do Trabalho/PB (DRT-PB), desde o começo deste mês de maio, depois que essas entidades percorreram todos os Regionais da Cagepa, no estado, sem que as negociações, até agora, tenham prosperado, de acordo com o que reclamam os servidores da empresa.

Os trabalhadores do órgão – como preferem classifica-los os sindicalistas – reclamam, conforme revela José Reno de Sousa, um aumento salarial, a partir de maio, equivalente à inflação acumulada do período compreendido no período de maio de 2013 a abril de 2014, que atinge o patamar de 6.54%, além de outros 4% de ganho real, e mais o cumprimento a cláusulas sociais contidas em Acordo Coletivo chancelado, na DRT-PB, pelas partes envolvidas nessas discussões.
Dependendo do que ocorrer, na manifestação de amanhã, no bairro de Jaguaribe, as entidades em questão poderão convocar para uma greve-geral da categoria, em todo o estado, por tempo indeterminado.

 

Redação com Assessoria

Notícias relacionadas

Covid: Cabedelo vacina hoje pessoas acima de 59 anos com comorbidade

Vacinação também segue em pessoas a partir de 60 anos Cabedelo recebeu, nesta sexta-feira (16), mais 2.110 doses das vacinas contra a covid-19. Com a chegada do novo lote, a…

Motoristas de ônibus devem cruzar os braços a partir da próxima 3ª em JP

O presidente do Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Passageiros e Cargas no Estado da Paraíba (Simtro-PB), Claudemir Bezerra do Nascimento, anunciou, em nota publicada nesta sexta-feira…