Por pbagora.com.br

A greve dos servidores da Saúde do município de Campina Grande já completou um mês e deve continuar pelos próximos dias. Com as atividades paralisadas, os servidores realizam diarimente atividades com o intuito de chamar atenção da administração municipal

Na próxima semana, o Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste e da Borborema (Sintab) fará a divulgação da programação de atos em prol da pauta de reivindicações, que de acordo com o diretor de Comunicação do sindicato, Napoleão Maracajá, é extensa e antiga. A categoria protesta também contra ao reajuste de apenas 2% dado pelo governo municipal. “A Prefeitura Municipal concedeu o pior reajuste dos últimos 20 anos”, os servidores declaram ainda que a gestão não dialogou com a categoria sobre o aumento.

Ainda de acordo com o diretor de Comunicação, o Sintab também está preparando denúncia à Justiça para os próximos dias, sobre a situação precária nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município.

Pauta de reivindicações

Reajuste salarial de todas as categorias; pagamento do benefício referente ao Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ) e da Gratificação por Incentivo ao Trabalho (GIT); efetivação dos Planos de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) tanto para Agentes de Combates às Endemias (ACE) e Agentes Comunitários de Saúde (ACS), como para os demais profissionais da saúde.

 

PB Agora

Notícias relacionadas

Wellington Roberto reage e diz que “orçamento paralelo” é transparente

O deputado federal Wellington Roberto (PL), que foi o único deputado paraibano citado como beneficiário de um suposto orçamento paralelo com o qual o governo Bolsonaro visava garantir apoio do…

TRAGÉDIA: trabalhador morre ao cair do 10º andar de prédio, em JP

Na manhã desta quarta-feira (12), um homem, de 45 anos, morreu ao cair de um prédio no bairro dos estados, bem próximo à Avenida Epitácio Pessoa, na capital paraibana. De…