Por pbagora.com.br

Pelo menos seis trechos de rodovias federais que cruzam o Estado da Paraíba foram fechados por integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais (MST), na manhã desta quarta-feira (27). A informação é da Polícia Rodoviária Federal que já confirmou a invasão nos trechos localizados entre os municípios de Monteiro (BR 412, km 83, na divisa entre PB e PE) e Caaporã (BR 101, Km 128, na divisa entre os estados da PB e PE).

Desde o inicio do movimento a PRF está controlando o tráfego nos trechos das rodovias federais, orientando os motoristas para utilizarem os desvios que cortam os municípios.

Os manifestantes dos sem terra reivindicam a libertação provisória de dois integrantes do grupo, que foram presos no início do mês, durante uma desocupação de uma fazenda localizada próxima ao município de Pocinhos.

Os dois integrantes estão presos na Casa de Detenção do Monte Santo, em Campina Grande.

O pedido de liberdade provisória dos dois trabalhadores foi negado pela Juíza de Pocinhos, Adriana Maranhão Silva. Diante disso, foi protocolado um Habeas Corpus, junto ao Tribunal de Justiça da Paraíba, solicitando a libertação imediata dos presos políticos, mas até o momento o Desembargador-Relator Antonio Carlos Coelho da Franca não se pronunciou.

Um comitê de solidariedade ao MST e pela libertação dos presos foi formado em Campina Grande e conta com a participação de várias entidades como a ADUFCG, CENTRAC, SINTEP, entre outras.

Na Paraíba, o MST também conta com a solidariedade do Superintendente do INCRA, Frei Anastácio; Ouvidoria Agrária do INCRA-PB, Núcleo de Cidadania e Direitos Humanos da UFPB, Fundação Margarida Maria Alves, Comissão de Direitos Humanos da OAB-PB, Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados, Centro de Defesa dos Direitos Humanos Dom Oscar Romero, Conselho Estadual de Defesa dos Direitos do Homem e do Cidadão, vereadora de João Pessoa Sandra Marrocos, o vereador de João Pessoa, Jorge Camilo, CUT-PB (Central Única dos Trabalhadores), Sintect-PB, Marcha Mundial das Mulheres e Assembléia Popular.

A Coordenadora Estadual do MST-PB, Dilei Schiochet, reafirmou a natureza pacífica desta ação do MST. “Os trabalhadores têm direito de responder em liberdade, como quaisquer outros cidadãos. Queremos diálogo”, afirmou. De acordo com ela, cerca de 500 pessoas estão envolvidas na manifestação.

Genésio Vieira, da Assessoria de Imprensa da PRF, informou que a BR-230, no km 314, na cidade de São Mamede, já foi liberada. Os motoristas estão recebendo orientações sobre os desvios na região e sobre as negociações de liberação dos demais trechos.

 

Redação

 

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ônibus de João Pessoa passam por mudanças a partir desta segunda

Os ônibus de João Pessoa passam por mudanças e ganham reforços a partir desta segunda-feira (19). Segundo informou a Superintendência de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semon-JP). a linha I004…

Paraíba ultrapassa as 3 mil mortes por Covid-19

A Paraíba, de acordo com boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (19), ultrapassou o número de 3 mil mortes em decorrência da contaminação pelo novo coronavírus (covid-19). Nesta segunda, foram registrados…