Por pbagora.com.br
 
 

O segundo suspeito de participar e tramar a execução do ex-prefeito de Bayeux, Expedito Pereira, deve se apresentar nesta terça-feira (15)  ao delegado responsável pelas investigações, na Central de Polícia. O homem ficou de se apresentar acompanhado do seu advogado.

Ainda ontem, durante coletiva de imprensa, a Polícia Civil revelou que dois suspeitos já haviam sido identificados e um deles já estava preso. A polícia também não descarta a possibilidade de parentes estarem envolvidos no crime.

De acordo com o delegado Vitor Melo, os dois homens suspeitos de arquitetar e executar o crime trabalharam na campanha a vereador de Bayeux de Ricardo Pereira, sobrinho de Expedito Pereira.

Ricardo também foi chamado a depor, mas ainda não compareceu.

Expedito foi morto na manhã do último dia 9, quando andava pela avenida Sapé, por volta das 9h13. Um homem em uma motocicleta se aproximou e efetuou disparos contra o ex-gestor, de 72 anos, que morreu na hora.

 

Redação

 

 

 
 
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

Moradores de CG só poderão agendar atendimento na Defensoria Pública pelo Chat

O Núcleo Regional de Atendimento da Defensoria Pública do Estado (DPE-PB) em Campina Grande passou a atender exclusivamente de forma presencial, mas para evitar aglomerações, especialmente entre aqueles que procuram…

200 cidades paraibanas estão com bandeira amarela no Plano Novo Normal

O Governo da Paraíba publicou, neste sábado (23), a 17ª avaliação do Plano Novo Normal Paraíba que passa a vigorar a partir desta segunda-feira (25) (https://paraiba.pb.gov.br/diretas/saude/coronavirus/novonormalpb ). O documento aponta que…