Por pbagora.com.br

Nesta sexta-feira (05), o secretário de Saúde de João Pessoa, Adalberto Fulgêncio, revelou que as medidas restritivas mais rígidas, que vem sendo implantadas em toda região metropolitana de João Pessoa, após consenso entre o governador João Azevêdo e os prefeitos da região, já dão sinais positivos.

De acordo com o secretário os indicadores da proliferação do novo coronavírus vêm demonstrando um índice que pode levar a reabertura de alguns setores, porém isso só será possível se houver o alcance os índices definidos no plano.

Ainda segundo Fulgêncio, já estão sendo feitos contatos com os segmentos produtivos de João Pessoa no intuito de definir a reabertura da economia.

“Vamos conversar para ver a possibilidade de a gente melhorar os indicadores. Estamos em um momento que já começamos a ver sinais positivos. A taxa de infecção sempre vai crescer o acumulado, mas vamos analisar a quantidade de novos casos”, declarou.

O secretário ainda ressaltou que qualquer medida tomada a respeito da reabertura de alguns setores, deve ser analisada com bastante responsabilidade.

“Estamos dizendo que, com responsabilidade, começamos a dialogar com a economia da cidade de João Pessoa para discutir a possibilidade de um novo normal. Essa doença continua ainda e não adianta mentir nem negar e estamos dialogando para que possa haver abertura com segurança”, concluiu.

PB Agora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

200 cidades paraibanas estão com bandeira amarela no Plano Novo Normal

O Governo da Paraíba publicou, neste sábado (23), a 17ª avaliação do Plano Novo Normal Paraíba que passa a vigorar a partir desta segunda-feira (25) (https://paraiba.pb.gov.br/diretas/saude/coronavirus/novonormalpb ). O documento aponta que…

Após suspeita de irregularidades, secretaria de Saúde de JP suspende vacinação em hospital

Nessa sexta-feira (22), o secretário de Saúde de João Pessoa, Fábio Rocha, anunciou que a vacinação no Hospital Nossa Senhora das Neves, na Capital, está suspensa. A decisão foi tomada…