A Secretária Municipal de Educação de Patos, a professora Maria Zoetânia Nóbrega, ficou entre os 100 melhores gestores da Educação do Brasil, de acordo com a União Brasileira de Divulgação (UDB). A gestora ficou em 37º lugar na classificação. Do Estado da Paraíba apenas duas cidades estão no ranking.

A solenidade de entrega da premiação será na sexta-feira da próxima semana, dia 15 de dezembro, na capital pernambucana.

“Sempre procurei fazer meu melhor, como professora e como parte da educação municipal, mas não posso esconder que fui tomada de surpresa, porque num ranking de 100 cidades, para mais de cinco mil municípios, ficar na 37ª posição é uma surpresa grande e agradável, é um reconhecimento,” disse Maria Zoetânia.

A gestora da educação patoense que revelou surpresa com a indicação, atribui a colocação no trabalho que vem realizando em equipe com todos os funcionários que compõem a educação municipal.

“Eu acho que o trunfo, o sucesso de qualquer gestor é o trabalho em equipe, um trabalho conectado. Assumi aqui em 18 de agosto e permaneceu o mesmo quadro funcional que estava desde janeiro. Atribuo as responsabilidades devidas, mas sempre busco apenas manter o controle sobre todos os processos que envolvam a secretaria, assim posso fazer os elogios e acertos necessários. Credito esse prêmio à equipe de profissionais da secretaria de educação, sem modéstia e sem bajulação, falando franca e abertamente. Sem esta equipe eu não teria andado,” revelou a secretária.

 

 

Redação com Assessoria

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

R$ 8 mil: radialistas de Cajazeiras vão pagar indenização por danos morais

Por decisão da Primeira Câmara Especializada Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba, os radialistas Francisco Alves (Tatico) e Francisco Amauri Lacerda (Amauri Furtado), além da Difusora Rádio Cajazeiras, foram…

Justiça anula casamento após mulher enganar marido sobre paternidade

Um casamento foi anulado pelo Tribunal de Justiça da Paraíba devido a esposa ter enganado o marido sobre a verdadeira paternidade do filho. No 1º Grau, o Juízo julgou parcialmente…