Com o coletivo de negócios criativos No Balaio, fruto de uma consultoria do Sebrae Paraíba, a instituição está participando da 31ª edição do Salão de Artesanato Paraibano, evento com o qual divide a criação junto ao Governo do Estado. O coletivo, que possui mais de 200 marcas agregadas, conseguiu reunir 13 para mostrar um pouco da produção do artesanato contemporâneo local. Esta é a primeira vez que o Salão de Artesanato abre espaço, por meio do Programa de Artesanato Paraibano (PAP), para os negócios criativos e colaborativos.

De acordo com a responsável pelo No balaio, Karina Batista, todas as marcas participantes do evento já estão devidamente formalizadas. Os visitantes poderão encontrar no estande produtos como acessórios de macramê, bolsas talhadas em couro, mosaico, calçados, papelaria e artigos de decoração personalizados. “Nossos produtos têm uma cara inovadora, que atrai jovens e famílias, mas de forma contemporânea. Nos sentimos lisonjeados em participar do salão, por meio dessa união do Sebrae com o Governo do Estado, e reforçar a necessidade da formalização, além da junção do artesanato tradicional com o contemporâneo”, destacou a empreendedora.

Durante a abertura do Salão, que contou com a presença do governador João Azevedo, o presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae Paraíba, Marcone Medeiros, frisou a felicidade em participar de um evento desta magnitude. “A iniciativa chega em um momento importante, no qual o estado está cheio de turistas. Podemos ver que o artesanato paraibano vem crescendo e se afirmando não só no Brasil, mas no mundo inteiro”, salientou.

Por sua vez, o diretor técnico da instituição, Luiz Alberto Amorim, afirmou que o grande objetivo do Sebrae é manter o relacionamento estreito com o governo estadual. “É um parceiro estratégico importante para o desenvolvimento das micro e pequenas empresas paraibanas e, neste contexto, está inserido o artesanato. Um evento como este traz o tema do mercado e dá oportunidade ao artesão de expor o seu produto, além de fazer grandes negócios. Queremos que o artesanato alcance cada vez mais novos patamares e qualidade”, disse.

Homenagens – A abertura oficial do 31º Salão de Artesanato Paraibano teve, além da visita do governador João Azevedo e secretários de estado aos 300 estandes do espaço, a transmissão de um documentário com os 12 homenageados nesta edição do evento, que aborda o tema “Metal que vira arte”. Também contou com a apresentação do artista João de Deus, com um cordel de Dom Quixote. Representando os artesãos homenageados, o artista plástico Wilson Figueiredo agradeceu a oportunidade de mostrar a sua arte durante a exposição. “Estamos vendo aqui a questão cultural sendo promovida com uma programação lúcida e proporcionando economia aos artesãos”, disse.

O governador João Azevedo enfatizou a importância do artesanato para a economia paraibana. “O artesanato vai muito além da arte, da cultura e da história que conta. É preciso enxergar o artesanato como segmento econômico poderoso, que gera emprego, renda e pode trazer dividendos extraordinários ao estado. Aqui, junto ao Sebrae Paraíba, estamos reconhecendo o artesanato como segmento econômico importante”, afirmou, acrescentando a felicidade em retornar com o evento à praia. “Com certeza será melhor em termos de negócio e geração de renda”, concluiu.

O salão – O 31º Salão do Artesanato Paraibano acontece até o dia 2 de fevereiro, das 15h às 22h, na Avenida Cabo Branco, na orla de João Pessoa. O evento deve receber um público de mais de 100 mil pessoas e a expectativa é que gere um volume de negócios em torno de R$ 1,3 milhão. O Salão de Artesanato conta com a participação de 300 expositores que representam mais de 3.800 artesãos de 46 municípios de todas as regiões da Paraíba. A entrada é gratuita.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

MPPB ajuíza ação de improbidade contra Leto Viana e Lucas Santino

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) ajuizou, nesta quinta-feira (23), uma ação civil pública contra o ex-prefeito de Cabedelo, Wellington Viana França; contra o ex-presidente da Câmara Municipal, Lucas Santino,…

MP pede sequestro de bens e retorno à prisão de RC e demais investigados na Calvário

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) pediu ao Tribunal de Justiça da Paraíba o sequestro de todos os bens de 30 denunciados na investigação na Operação calvário, que apura desvio…