Na PB, de acordo com última pesquisa do Sebrae, 42% interromperam temporariamente seu funcionamento. Além de acesso a um conjunto de protocolos por segmento, empresários vão ter orientações práticas para serem implementadas na rotina do negócio

Os empreendedores que pretendem retomar suas atividades vão poder contar com um apoio a mais do Sebrae.  Com o objetivo de apoiar as micro e pequenas empresas para uma retomada das atividades econômicas no país, o Sebrae está disponibilizando, no Portal da instituição, uma página específica (https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/protocolosderetomada) onde os empresários vão ter acesso a um conjunto de protocolos com orientações de boas práticas nacionais e internacionais, alinhadas com as recomendações das autoridades de saúde.   A retomada das atividades, de acordo com o Governo da Paraíba, está prevista para ocorrer de forma gradual a partir do próximo dia 15 de junho.

Ao todo, foram elaborados 35 documentos para 47 segmentos setoriais. Na Paraíba, 42% dos pequenos negócios interromperam temporariamente seu funcionamento com a crise causada pelo coronavírus. Outros 5,2% decidiram fechar a empresa de vez; e 47,5% mudaram o funcionamento, enquanto 5,1% não mudaram seu funcionamento. Os dados são da terceira edição da pesquisa “O impacto da pandemia de coronavírus nos pequenos negócios”, realizada pelo Sebrae em parceria com a FGV.

A primeira etapa da iniciativa já está disponível e atende aos empresários dos segmentos que representam 57% dos pequenos negócios do país, formados pelos setores de moda, beleza, estética, bares, lanchonetes, restaurantes, lojas de rua e de shopping, academias de ginástica, clínicas e saúde. Além de e-books, são disponibilizados vídeos orientativos de curta duração em que os donos de pequenos negócios poderão verificar, de forma simples, quais os procedimentos eles deverão adotar na empresa.

De acordo com o presidente do Sebrae, Carlos Melles, os protocolos de retomada têm sido muito utilizados no processo de orientação para que as empresas consigam receber novamente os clientes e oferecer os produtos e serviços de forma presencial. “Os documentos são muito relevantes para que o empresário, juntamente com seus colaboradores, fornecedores e clientes consigam, de fato, superar esta fase. Mais importante do que abrir, é se manter aberto e ter um local mais seguro. O Sebrae acredita muito que essa ação será um diferencial para que possamos ter uma retomada consistente em nosso país”, declarou.
Já nesta quarta-feira (10), o Portal do Sebrae vai trazer novos conteúdos para os outros segmentos da alimentação, em especial para o microempreendedor individual (MEI), confeitarias, panificadores, feiras livres, minimercados e mercearias. Nessa segunda etapa, os empresários da construção civil, tanto da indústria quanto das lojas do segmento também vão ter acesso aos protocolos segmentados nos formatos de e-book e vídeos.
Redação com Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PSOL trata retomada dos transportes em JP como ‘tragédia anunciada’

A retomada dos transportes públicos em João Pessoa, Capital da Paraíba, ocorrida ontem, segunda-feira (06) foi classificada pelo presidente estadual do PSOL na Paraíba, Tárcio Teixeira, como ‘uma tragédia anunciada’.…

Queda na arrecadação não afasta parcela do 13º da ativa nos próximos meses

A pandemia, além de consequências ao sistema de saúde, traz também danos à economia da Paraíba, a exemplo da queda na arrecadação causada pelas medidas de distanciamento social necessárias para…