Forró, dança e teatro. Em sua 37 edição, o Maior São João do Mundo e o Festival de Inverno de Campina Grande em 2020 serão integrados em um calendário de eventos da cidade, conforme anúncio do prefeito Romero Rodrigues nesta terça-feira (16).

Conforme a prefeitura, haverá um intervalo de 20 dias entre as duas programações, e ambas devem ser realizadas no Parque do Povo.

Em entrevista coletiva, o prefeito divulgou também dados sobre a realização do Maior São João do Mundo este ano. Segundo o gestor, aproximadamente 1,8 milhão de pessoas visitaram a cidade no período da festa junina. Foram injetados R$ 300 milhões na economia da cidade e o faturamento de bares, hotéis e restaurantes aumentou 30%, em comparação à edição anterior.

Sobre as novidades para 2020, o prefeito confirmou que as datas para o São João serão entre os dias 5 de junho e 5 de julho. Após uma pausa de 20 dias, deve começar a programação do Festival de Inverno de Campina Grande, usando a mesma estrutura da festa junina. A nova proposta é que o festival seja voltado para a área gastronômica.

A prefeitura ainda informou que prevê a divulgação da programação do São João 2020 de Campina Grande até o fim deste ano, para dar um maior prazo de planejamento para o setor turístico.

Presente no evento que divulgou o balanço geral da edição 2019 d’O Maior São João do Mundo, nesta terça-feira, 16, o diretor presidente da Medow Entertainment, Jomário Souto, analisou positivamente os festejos juninos de Campina Grande e ressaltou que a edição 2020 já vem sendo articulada com o estudo de atrações para o Parque do Povo, e ainda anunciou uma nova estruturação para o São João de Galante.

Durante a entrevista, Jomário pontuou que uma enquete está sendo realizada com o intuito de analisar quais as atrações serão trazidas para o São João 2020.

– Vamos sentar e ver o que realmente foi bom para Campina Grande, em termos de atrações. Faremos um planejamento e vamos começar as contratações – afirmou.

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Depredação prédios históricos em CG apaga memória e preocupa historiadores

O patrimônio histórico de Campina Grande está dilapidado. Os muros, paredes e fachadas de edificações antigas que escondem um passado glorioso e a memória da Rainha da Borborema, parecem invisíveis.…

Nome de Wilton Maia para assumir Escritório do Governo em Brasília é cogitado

Informações de bastidores em Campina Grande dão conta que Wilton Maia Velez, atual presidente do Sindicato dos Urbanitários da Paraíba, poderia assumir o Escritório de Representação do Governo da Paraíba…