A Globo anunciou que Sandra Annenberg deixará o Jornal Hoje em setembro. Quem assumirá o posto de ancora principal do telejornal será Maria Julia Coutinho.

Sandra dividirá com Glória Maria o comando do Globo Repórter. Sérgio Chapelin, que até então era o titular da atração, se aposentará.

O comunicado oficial foi assinado pelo diretor-geral de Jornalismo da Globo, Ali Kamel. “Como substituir alguém como Sérgio Chapelin? Com duas das mais completas e consagradas jornalistas da televisão brasileira, Glória Maria e Sandra Annenberg”, diz o texto. “Maju assumirá a bancada no final de setembro, e a comandará sozinha (o formato do Hoje corresponderá a essa nova realidade). Até lá, Sandra continuará a comandar o Hoje“, escreveu.

Com 78 anos, Chapelin já havia pedido sua saída da emissora, mas foi persuadido por Kamel a continuar por mais um tempo. O jornalista tem 47 anos de Rede Globo, passou pelo Fantástico, foi apresentador do Jornal Nacional e o primeiro apresentador do Globo Repórter.

Glória Maria será a encarregada de substituir Chapelin. Desde 1971 na Globo, Glória já é repórter especial do Globo Repórter, mas já havia passado, também, pelos telejornais Jornal Hoje e pelo Fantástico.

Dony de Nuccio
Na semana passada, a Globo já havia perdido um de seus âncoras principais. Donny de Nuccio, jornalista que apresentava o Jornal Hoje com Sandra Annenberg, pediu demissão da emissora por violar o código de ética e conduta dos jornalistas da empresa ao participar de vídeo institucional do banco Bradesco. O apresentador também admitiu que chegou a negociar valores do contrato.

“Procurei vasculhar o histórico de dois anos de e-mails enviados por mim enquanto cumpria função na empresa. De fato, na esmagadora maioria das vezes, eu não tratava de valores com contratantes”, diz o e-mail do jornalista enviado ao diretor-geral de Jornalismo da globo Ali Kamel. “Mas, em algumas circunstâncias pontuais, e das quais eu sinceramente não me recordava, há sim menção a cifras e projetos.”

VEJA apurou que além de Dony, Renata Vasconcellos e Rodrigo Bocardi também fizeram “extras” para bancos. Sua saída deixou seus colegas assustados Boa parte de jornalistas da emissora faz trabalhos de “media training” e palestras para empresas privadas. O que Nuccio fez é diferente, mas abre brecha para discussões sobre estreitar os limites éticos da Globo. Nuccio cobrava 25 000 reais por duas horas de medias training.

 

Veja

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PRF flagra 22 motoristas dirigindo sob efeito de álcool durante feriadão

A Polícia Rodoviária Federal finalizou a Operação Nossa Senhora Aparecida 2019 nesse domingo (13). Durante a Operação foram registrados 20 acidentes, com 23 pessoas feridas e 1 óbito. Apesar da…

Mais de 2.600 cartões do Passe Legal foram bloqueados em setembro, em JP

Durante o mês de setembro, o sistema da biometria facial, que opera nos ônibus da capital, detectou a possibilidade de acesso irregular nos coletivos 83.628 vezes. Após verificação, ficou constatado…