A estrutura para a realização do 31º Salão do Artesanato da Paraíba está com a montagem em fase final, ganhando apenas os últimos ajustes. Atendendo a um desejo antigo dos artesãos, o evento volta a ser realizado na orla marítima de João Pessoa, na Praia de Cabo Branco, de 10 de janeiro a 2 de fevereiro.

Nesta edição, a tipologia homenageada é o metal, com o tema “Metal que Vira Arte”. Ao todo, 300 artesãos participam da 31ª edição do Salão do Artesanato da Paraíba, contemplando os diversos municípios paraibanos, a exemplo de Cabedelo, João Pessoa, Campina Grande, Pilar e Cajazeiras.

Para mostrar a importância do artesanato na economia, todos os espaços divididos em mais de 3.000 m2 de área coberta ganharão uma decoração típica, uma parceria com grandes arquitetos paraibanos: Tereza Queiroga, Josemildo Jacinto, Sarah Cavalcanti, Bia Campelo e Gustavo Vaz, responsável pela concepção do projeto.

“Essa ambientação, além de valorizar o nosso artesanato, tem como objetivo fazer com que as pessoas que visitarem o evento sintam que o artesanato pode ser utilizado como um grande instrumento de decoração, valorizando o ambiente com algo muito próprio, algo bem típico”, comentou a gestora do Programa do Artesanato da Paraíba (PAP), Marielza Rodriguez.

Ainda de acordo com Marielza, a expectativa é que o Salão do Artesanato da Paraíba receba um público visitante estimado em mais de 100 mil pessoas, além de um volume de negócios gerados, incluindo encomendas, em torno de R$ 1,3 milhão. “Desde o edital de chamamento público lançado em novembro, nós temos percebido o quanto o artesão está satisfeito com o local do 31º Salão do Artesanato, um local privilegiado, com grande circulação de turistas, de paraibanos que apreciam muito o nosso artesanato”, acrescentou.

Homenageados e parcerias – Com o tema “Metal que Vira Arte”, o Salão do Artesanato, em sua 31ª edição, homenageia 12 artesãos, sendo 10 de João Pessoa, um de Bayeux e um de Pilar.

Entre os homenageados estão o artista plástico, escultor e artesão Wilson Figueiredo; o artesão João de Deus; a artesã Rosicler Fontana, que trabalha com a fabricação artesanal de diversos tipos de facas; e o casal Humberto Heleno e Maria Miguel. “O Salão do Artesanato é uma oportunidade para que o artesão possa ampliar as vendas e dar mais visibilidade ao trabalho. O fato de ser homenageada junto com Humberto é maravilhoso, só tenho a agradecer a toda equipe”, disse a artesã Maria Miguel.

A 31ª edição do Salão do Artesanato da Paraíba vai contar com a co-realização do Sebrae-PB e parcerias do Iesp Faculdades, Empreender-PB, Jucep, Procon-PB e Cagepa.

Na entrada do 31º Salão do Artesanato será arrecadado (não é obrigatório) um quilo de alimento não perecível para ser doado para instituições de caridade. O evento também se preocupa com a questão ambiental, sendo proibido o uso de canudos e sacolas de plástico no local, com o intuito de contribuir com a preservação do meio ambiente.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Bebê de dois meses morre asfixiada em João Pessoa

Tragédia na Capital. Uma bebê de apenas dois meses morreu asfixiada após ser amamentada. Ela morava com a família no residencial Irmã Dulce, bairro Colinas do Sul, em João Pessoa.…

Azevêdo empossa os 1.000 aprovados em concurso do magistério na 2ª

O governador João Azevêdo empossa nesta segunda-feira (20) os 1.000 aprovados no concurso para o cargo efetivo de professor de Educação Básica 3, realizado em 2019. A solenidade será na…