Por pbagora.com.br

O governador da Paraíba, João Azevêdo (sem partido), após comunicar o encerramento de contratos com as Organizações Sociais responsáveis por gerir a Saúde do Estado, declarou que também pretende resolver a situação dos servidores identificados com ‘codificados’.

De acordo com o governador, mais de 7 mil servidores são registrados como codificados na gestão estadual atualmente e deverão ser absolvidos e incorporados a PB Saúde, estatal que deve criada para administrar unidades hospitalares na Paraíba. “De uma única maneira e num único momento, nós estamos resolvendo o problema de gestão no estado da Paraíba, encontrando uma alternativa para a questão das OS’s e ao mesmo tempo resolvendo o problema dos codificados que há mais de 20 anos existe na Paraíba e que ninguém teve a condição ou a disposição de resolver”, explicou. João acrescentou ainda que a seleção dos servidores acontecerá através de um processo seletivo.

O governador esclareceu que, desse grupo, mais de 700 médicos deverão ser contratados dentro de uma condição que hoje a Lei Trabalhista permite, que é a de pessoa jurídica individual (PJ). “De forma definitiva nós estamos chegando ao final desse processo e eu tenho certeza que os reflexos serão muito importantes em 2020”, garantiu o governador.

A matéria de criação da Fundação PB Saúde está tramitando nas Comissões permanentes da Assembleia Legislativa e ainda não foi levado ao Plenário para apreciação dos parlamentares.

 

PB Agora

Notícias relacionadas

Homem morre após ser atropelado na BR-101, em João Pessoa

O trânsito fez mais uma vítima na Paraíba. Desta vez um homem depois de ser atropelado na BR-101, em João Pessoa. O acidente aconteceu na na noite desta quinta-feira (25)…

Chuvas: Inmet emite alerta vermelho para JP e outras 12 cidades da PB

A Capital da Paraíba, João Pessoa, e outras 12 cidades no estado estão em alerta vermelho por conta das chuvas, conforme boletim divulgado pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) que…