O governador Ricardo Coutinho inspecionou, nessa quarta-feira (23), as obras do estádio Ernani Sátyro, o Amigão, e do novo Instituto de Polícia Científica (IPC), em Campina Grande. Ele acompanhou o ritmo das obras e pediu agilidade às construtoras responsáveis para não atrasar o calendário de entrega dos equipamentos prevista para o primeiro semestre de 2014. O governador esteve acompanhado do superintendente da Suplan, Ricardo Barbosa; do secretário de Interiorização, Carlos Antônio, e do executivo, Moacir Rodrigues; e do secretário de Governo, Adriano Galdino.

 

O Governo do Estado está investindo R$ 18 milhões na reforma do Amigão, que já tem 38 anos de fundação, mas nunca havia passado por uma grande reforma. As obras incluem revitalização da estrutura interna, cabines de imprensa, arquibancadas sol e banheiros, recuperação do gramado, urbanização da parte externa, calçamento de ruas, estacionamento e equipamentos esportivos, como pista de skate e de caminhada.

 

Somente a obra do Amigão está gerando 120 empregos diretos nesta etapa e, segundo o engenheiro da obra, Raniere Pereira, da Via Engenharia, o número vai aumentar na próxima etapa dos serviços.

 

Ricardo vistoriou as obras na parte interna e conversou com trabalhadores que estão recuperando o estádio. O grupo presenciou parte do trabalho de finalização dos bares e do setor da arquibancada geral. Esses espaços receberam o novo piso e agora os serviços estão concentrados nos banheiros, onde estão sendo instalados novos vasos sanitários. Em todos esses ambientes também já foram iniciados os assentamentos das cerâmicas.

 

O superintendente da Suplan, Ricardo Barbosa, destacou que as obras do Amigão, após vencer todos os percalços do projeto e do período chuvoso, entram no ritmo esperado para que no primeiro semestre de 2014 o estádio esteja pronto para receber jogos do Campeonato Paraibano, Copa do Nordeste e do Campeonato Brasileiro. “Estou junto com o governador acompanhando de perto as obras e acreditamos que venceremos o compromisso firmado pelo Governo do Estado com Campina Grande”, afirmou.

 

IPC – Em seguida, o governador seguiu com a comitiva para as obras de construção do IPC e do Gemol, que foram autorizadas há cerca de um mês, mas que já seguem num ritmo acelerado. A obra está orçada em R$ 12 milhões, sendo R$ 8 milhões na construção e mais R$ 4 milhões nos equipamentos que farão do instituto um dos mais modernos do Brasil.

 

O pedreiro Edson Barbosa, que trabalha na obra de construção do IPC, disse que estava há quase cinco anos desempregado fazendo bico, mas, após Ricardo Coutinho assumir o governo iniciando e retomando obras, surgiu a oportunidade de trabalhar com carteira assinada. “É uma alegria muito grande ver a Paraíba em obras, a Paraíba crescendo. E, ao mesmo tempo, eu ganhando um salário que dá para pagar a luz, a água, o gás e alimentar bem minhas crianças. Sei que, assim como para mim, essas obras estão beneficiando milhares de paraibanos”, comemorou.



Redação com Secom

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Nesta sexta-feira: João inaugura nova sede da Ciretran de Cajazeiras

O governador João Azevêdo, acompanhado do superintendente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB), Agamenon Vieira, inaugura, nesta sexta-feira (20), a nova sede da 6ª Ciretran, em Cajazeiras, um investimento de…

PRF flagra motorista de caminhão cegonha dirigindo embriado na BR 230

Um motorista de caminhão cegonha foi preso pela Polícia Rodoviária Federal da Paraíba, nesta sexta-feira (20), na cidade de Patos, Sertão da Paraíba, após ser flagrado dirigindo embriagado no Km…