O Ministério Público Federal (MPF) adiou a retirada dos bares e barracas da orla de Cabedelo, na região metropolitana de João Pessoa, após uma reunião realizada com o prefeito Vitor Hugo, na tarde desta quarta-feira (6). A ação de retirada foi revista e deve acontecer após o período do Carnaval 2020.

A recomendação do MPF é de retirar todos os quiosques, trailers, barracas e estruturas comerciais presentes nas praias de Camboinha, Areia Dourada, Ponta de Campina e Formosa. Com o novo prazo, a prefeitura vai iniciar um estudo para regularizar e reordenar esses espaços.

“Sensíveis com a situação, procuramos o MPF para solicitar o adiamento dessa ação e argumentamos sobre esses bares serem a fonte de renda de muitas famílias. Buscarmos uma solução mais branda e que responda aos dois lados”, pontuou o prefeito.

O MPF recomendou que o município promova, no prazo de 150 dias, a identificação, notificação e a remoção de todos os quiosques, traillers, barracas, toldos e outras estruturas comerciais instalados na área de acesso e na faixa de areia das praias, que não tenham sido contemplados em projeto de urbanização, não disponham de autorização do Patrimônio da União nem de licenças ambiental e de funcionamento.

Também deve ser feita imediatamente a implantação de rotinas de fiscalização, punitivas, de intervenção e de pronta remoção, para desobstruir ruas e passagens ocupadas com os equipamentos.

Devem ser impedidas as instalações de novos quiosques, traillers, barracas, toldos e outras estruturas comerciais similares. A expansão, reforma, relocação, reaproveitamento e transferência de titularidade dos equipamentos já existentes e que estejam em situação irregular também não devem acontecer.

G1

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Sobe para 35 número de casos de Coronavírus na PB, com quatro óbitos

Em novo boletim divulgado neste domingo (05), a Secretaria de Saúde da Paraíba atualizou para 35 o número de casos confirmados do novo coronavírus no Estado. Ainda segundo os dados,…

IFPB produzirá álcool em gel a 70% e álcool glicerinado a 80%

Ação envolve servidores e estudante do curso Técnico em Química do Campus Cabedelo. A doação de insumos pode ser feita diretamente no Campus O Instituto Federal da Paraíba (IFPB) produzirá…