Por pbagora.com.br

O Hospital Alberto Urquiza Wanderley, mais conhecido como Unimed/JP, emitiu nota nesta sexta-feira (24) para explicar a forma como a unidade está realizando a triagem de pacientes com sintomas da Covid-19, após uma paciente denunciar a omissão da equipe hospitalar, durante atendimento, na Capital.  Na nota, a equipe informa que ‘Tudo é definido com base em critérios técnicos e científico e os pacientes podem receber condutas diferentes, pois cada caso é tratado como único’

Ao PB Agora, a paciente relatou que não passou nem dois minutos sendo avaliada e sequer foi encaminhada para realizar o teste ou recebeu alguma requisição para realizar exames. O atendimento apenas prescreveu para ela azitromicina, que é um antibiótico, e um xarope para tosse, e a informou que, caso os sintomas não desaparecessem, ela voltasse a procurar o Hospital.

LEIA TAMBÉM

Paciente denuncia omissão Unimed JP na triagem de casos suspeitos da Covid-19

CONFIRA A NOTA

Atendimento a covid-19 no

Hospital Alberto Urquiza Wanderley

O Hospital Alberto Urquiza Wanderley informa que, desde o início da pandemia de covid-19, adotou diversas providências para proporcionar um atendimento seguro e resolutivo aos clientes com suspeita ou confirmação de contágio pelo coronavírus. Além de treinamentos e capacitação da equipe para os cuidados com a nova doença, investiu em tecnologias, como a aquisição de uma plataforma robótica, e trouxe tratamentos pioneiros para a Paraíba, a exemplo do uso de plasma convalescente em pacientes com covid-19.

Entre as providências adotadas na unidade, que é referência para atendimento a casos de covid-19 na rede da Unimed João Pessoa, está a definição de fluxos, protocolos e diretrizes baseados no que estabelecem órgãos como a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde.

            No Hospital Alberto Urquiza Wanderley, o cliente com síndrome gripal tem locais de atendimento distintos dos pacientes que procuram a unidade para outros tipos de enfermidade. Tudo é definido com base em critérios técnicos e científico e os pacientes podem receber condutas diferentes, pois cada caso é tratado como único.

Ao chegar ao hospital com sintomas gripais, o cliente é atendido por uma enfermeira e por um médico. A partir do resultado da avaliação clínica feita pelo médico, se considerado necessário, são solicitados os exames para detecção de covid-19, que precisam ser feitos em períodos determinados para que tenham resultados seguros e que contribuam para o correto diagnóstico.

Por fim, o Hospital Alberto Urquiza reforça que, seguindo as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS), pacientes com sintomas leves devem ser tratados em casa, em isolamento. A internação deve ser reservada para casos mais severos. Todas as medidas visam garantir segurança e os melhores resultados para a saúde de todos.

 

Redação com Assessoria

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Justiça frustra pedido de Coriolano e Márcia Lucena para retirar tornozeleira

O Superior Tribunal de Justiça negou nesta quarta-feira, dia 12, os dois agravos regimentais impetrados pelas defesas de Coriolano Coutinho, irmão do ex-governador Ricardo Coutinho e da prefeita de Conde,…

Enivaldo acena para herança familiar como solução política em CG

No Brasil a herança familiar é fundante da política, definindo a composição do poder governamental e parlamentar em suas várias instâncias. Na Paraíba, além de ter o filho Aguinaldo Ribeiro…