Por pbagora.com.br

Quase 190 profissionais de saúde servidores do estado receberam auxílio emergencial ilegal, na Paraíba. No âmbito do Governo do Estado da Paraíba, 6.603 servidores públicos receberam indevidamente o auxílio emergencial.

Ao todo, 188 profissionais da saúde servidores da Secretaria Estadual da Saúde (SES), na Paraíba, receberam auxílio emergencial indevido. São enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, farmacêuticos, psicólogos, biomédicos, cirurgiões-dentista e médico radiologista.

Um cruzamento de dados feito pela Controladoria-Geral da União (CGU) e pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) mostrou que cerca de 25.645 servidores públicos na Paraíba receberam indevidamente os R$ 600 reais mensais referentes ao auxílio emergencial do governo federal. O montante total pago aos quase 26 mil servidores foi de quase R$ 18,1 milhões por parcela.

Em relação às prefeituras e câmaras municipais, todas as 223 prefeituras tiveram servidores que receberam auxílio emergencial indevidamente, totalizando 19.298 servidores, e, no caso do Legislativo Municipal, 124 Câmaras de Vereadores tiveram servidores com recebimento indevido do auxílio emergencial, num total de 348 servidores.

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Enivaldo acena para herança familiar como solução política em CG

No Brasil a herança familiar é fundante da política, definindo a composição do poder governamental e parlamentar em suas várias instâncias. Na Paraíba, além de ter o filho Aguinaldo Ribeiro…

Desfile de 7 de setembro é cancelado em Campina Grande por conta da pandemia da covid-19

Depois de cancelar o Maior São João do Mundo por conta da pandemia do novo coronavírus, a Prefeitura de Campina Grande decidiu cancelar o desfile civico-militar que aconteceria na cidade…