Por pbagora.com.br

Por orientação da executiva nacional, o Partido dos Trabalhadores na Paraíba adiou a reunião extraordinária, que seria realizada nesta sexta-feira (07), para deliberar sobre a permanência ou não na base do governador João Azevêdo, após a troca de partido do gestor, que deixou o PSB para se filiar ao Cidadania.

A informação está contida em uma circular que a direção estadual na Paraíba emitiu ainda na tarde desta quinta-feira (06).

Segundo o documento, a reunião fica adiada para data ainda indefinida.

Em áudio encaminhado ao presidente da sigla, Jackson Macêdo, a deputada Gleissi – atual presidente da Nacional, disse que quer fazer uma avaliação antes de a executiva estadual na Paraíba bater o martelo.

“Eu quero avaliar que qualquer decisão política que o PT venha a tomar na Paraíba, não pode ser resumida na decisão se fica ou não no governo. Não é uma questão de ocupação de cargo ou posição como querem fazer alguns de nossos adversários ou a mídia. Tem de ser um debate mais aprofundado, que deve dialogar com o projeto nacional do Partido e nossa estratégia para recuperar o Brasil para a mão do povo. Por isso, em nome da direção nacional, eu peço ao companheiro Jackson e aos companheiros e companheiras da estadual que suspendam a reunião da sexta-feira, que adie que a gente tenha tempo de conversar e avaliar”, disse Gleisi em áudio encaminhado ao presidente da legenda no Estado.

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Abstenção de eleitores no 2º turno foi maior que o desejável

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, disse que a abstenção dos eleitores no segundo turno das eleições municipais foi maior que o desejável pela Justiça…

Eleição de Cícero fortalece ainda mais o já poderoso clã Ribeiro e seu “Progressistas”

Depois de Cícero Lucena, – dupla, tripla e quadruplamente vitorioso neste processo – a grande vencedora da eleição para prefeito de João Pessoa foi, sem sombra de dúvida, a Família…