O Ministério Público da Paraíba recomendou à Secretaria de Desenvolvimento Social de João Pessoa que, em caráter com urgência, efetive o acolhimento institucional de um idoso no Centro Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop II), como medida de proteção integral para preservação de sua saúde física e mental. A recomendação foi expedida pela 46ª promotora de Justiça da Capital, Sônia Maria de Paula Maia, que atua na defesa da cidadania e dos direitos fundamentais e do idoso.

Segundo a promotora, o acolhimento deve ser realizado, inclusive, com a contratação de cuidador, caso se faça necessário, para auxiliá-lo na higienização corporal, alimentação e outras atividades que necessitem da ajuda de terceiros, porquanto tratar-se de pessoa com limitações motoras.

Foi recomendado ainda que o Centro Pop II, para, em caráter de urgência, providencie a remoção do idoso que se encontra no Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, para o acolhimento provisório. Ele deve permanecer no Centro Pop II até ulterior deliberação do Ministério Público, garantindo-lhe atenção especial e absoluta prioridade e provendo-lhe de todos os recursos imprescindíveis ao exercício da cidadania.

A promotora destacou que o idoso é etilista, não consegue andar sozinho, apesar de conseguir ficar em pé, precisa sempre de ajuda de terceiros, e apresenta déficit locomotor por causa da abstinência alcoólica. Ela informou que a foi mantido contato com o Centro Pop II, para viabilizar o acolhimento do paciente, porém, a entidade informou que, apesar da existência de vaga, só poderiam recebê-lo, se conseguisse caminhar, e conseguisse realizar sua higiene pessoal e alimentar-se sozinho, visto que tal usuário não se encaixava no perfil daquela casa de acolhimento.

PB Agora com informações de MPPB

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: acerca da feliz constatação da saúde financeira do Estado e a preocupante flexibilização

No tocante à pandemia do coronavírus na Paraíba, dois fatos entrelaçados são merecedores de registro. Primeiro, a determinação do Governo do Estado de por em prática o projeto de retomada…

Fundadora de comunidade católica ‘Casa da Paz de Nazaré’ morre por Covid-19

A Covid-19 continua fazendo vítimas na Paraíba. fundadora da comunidade católica “Casa da Paz de Nazaré’ morreu aos 50 anos após contrair o vírus, em João Pessoa. Edvânia Marinho estava…