Por pbagora.com.br
Foto: procon-pb

Oito empresas de matérias de construção foram notificadas na última sexta-
feira (7) pela equipe de fiscais do Procon-PB, após denúncias de vários
consumidores através do disque 151 e redes sociais do órgão, em que
alegaram o aumento exagerado do preço do milheiro do tijolo do qual custava
R$ 450 e passou ao valor de R$ 700, aumento em torno de 56%. Também foi
verificado aumento do cimento. No total foram fiscalizados 9 estabelecimentos
da capital paraibana.

De acordo com os fiscais da Autarquia de Proteção e Defesa do Consumidor
da Paraíba, Procon-PB, os estabelecimentos terão um prazo de 5 dias para
apresentarem notas fiscais de compra e venda dos produtos de cimento e tijolo
com os comprovantes para o aumento exagerado dos preços e caso configure
abuso, a multa pode chegar a 3 milhões de UFIR.

Segundo a Superintendente do Procon-PB, Késsia Cavalcanti, a prática
configura suspeita de abuso de preços previsto no Art. 39, Inciso X do Código
de Defesa do Consumidor (CDC) e a autuação depende da comprovação das
empresas: “depois da análise das notas fiscais, se houver essa comprovação
de que as lojas de materiais de construção já receberam os produtos com o
aumento, então a fiscalização vai atuar em cima das distribuidoras”, salientou
Késsia.

Ela informou ainda que a operação vai continuar a fiscalizar cidades do interior
paraibano: “recebemos muitas denúncias de consumidores de várias cidades
do estado, vamos atender a todos as reclamações e verificar os
estabelecimentos que estiverem descumprindo a lei, serão devidamente
autuados”, esclareceu a superintendente.

As oito empresas notificadas para apresentar as notas fiscais de compra e
venda dos produtos de cimento e tijolo foram: Ferragem São Geraldo, Tudo
para sua construção, Empório da construção, Triunfo construções, Sampaio
Material de construção, CDM Madeireira, Madeireira Ka-já e Depósito das
Irmãs. Já Esquadrão da Madeira foi constada para reparo de porta que foi
instalada com defeito, reclamação de consumidor.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Pesquisadores da UFPB descobrem nova espécie de serpente

Pesquisadores da Paraíba e de São Paulo encontraram uma nova espécie de serpente da Mata Atlântica. Os professores Gentil Alves Pereira Filho e Frederico Gustavo Rodrigues França, da Universidade Federal…

Dois assaltos a residências são registrados em diferentes bairros de João Pessoa

Dois assaltos a residências foram registrados em diferentes bairros de João Pessoa. As duas invasões aconteceram entre a noite de quinta-feira (24) e a madrugada da sexta-feira (25). , Nos…