Por pbagora.com.br

Por recomendação do prefeito Romero Rodrigues, desde que Campina Grande lançou o plano de contingenciamento para conter o avanço do novo Coronavírus, o Procon Municipal passou a direcionar boa parte dos recursos oriundos de multas no apoio às iniciativas da gestão de prevenção e controle da Covid-19 na cidade.

De acordo com o coordenador executivo do órgão, Rivaldo Rodrigues, o órgão tem
buscado participar de várias frentes, seja na orientação da população e dos empresários, na produção de material educativo ou na aquisição de material de prevenção ao vírus. A preocupação é sempre a mesma: a de proteger o consumidor e incentivar o equilíbrio nas relações de consumo.

O dinheiro das multas do Procon-CG tem sido usado na aquisição e distribuição de produtos e equipamentos de prevenção ao vírus, além da impressão e distribuição de material educativo à população nos principais pontos da cidade.

Com relação à compra de material, recentemente o Procon adquiriu 200 mil máscaras que serão doadas a Secretaria de Saúde do Munícipio (SMS). O órgão já havia enviado à Sesuma cerca de 700 luvas industriais para os serviços de limpeza urbana e contribuído na aquisição de material de limpeza para desinfecção de áreas públicas, como feiras e avenidas mais movimentadas.

Foram comprados pelo órgão de proteção e defesa do consumidor e doados à Sesuma também, segundo Rivaldo Rodrigues, 1.000 litros de sabão líquido, 1.000 litros de água sanitária, 1.000 litros de cloro e 200 unidades de pastilhas de cloro.

Outra parceria na luta contra a Covid-19, destaca o coordenador executivo do Procon-CG, foi com a Secretaria de Esportes, Juventude e Lazer do Município. O Procon é parceiro da Sejel também no apoio ao Programa Mexe Campina, que se mantém através de aulas online: o órgão tem produzido vídeos educativos de incentivo à realização de atividades físicas em casa para que as pessoas em quarentena se mantenham saudáveis.

“São ações que dão a chance para que o Procon-CG, ao transformar recursos de multas em apoio financeiro ao esforço do prefeito Romero Rodrigues e da gestão, assuma um papel histórico nessa verdadeira batalha diária contra um inimigo invisível e letal em nosso Município”, conclui Rivaldo Rodrigues.

O plano de contingenciamento para conter o avanço do novo coronavírus, o Procon Municipal passou a direcionar boa parte dos recursos oriundos de multas no apoio às iniciativas da gestão focadas nesse objetivo.

De acordo com o coordenador executivo do órgão, Rivaldo Rodrigues, o órgão tem
buscado participar de várias frentes, seja na orientação da população e dos empresários, na produção de material educativo ou na aquisição de material de prevenção ao vírus. A preocupação é sempre a mesma: a de proteger o consumidor e incentivar o equilíbrio nas relações de consumo.

O dinheiro das multas do Procon-CG tem sido usado na aquisição e distribuição de produtos e equipamentos de prevenção ao vírus, além da impressão e distribuição de material educativo à população nos principais pontos da cidade.

Com relação à compra de material, recentemente o Procon adquiriu 200 mil máscaras que serão doadas a Secretaria de Saúde do Município (SMS). O órgão já havia enviado à Sesuma cerca de 700 luvas industriais para os serviços de limpeza urbana e contribuído na aquisição de material de limpeza para desinfecção de áreas públicas, como feiras e avenidas mais movimentadas.

Foram comprados pelo órgão de proteção e defesa do consumidor e doados à Sesuma também, segundo Rivaldo Rodrigues, 1.000 litros de sabão líquido, 1.000 litros de água sanitária, 1.000 litros de cloro e 200 unidades de pastilhas de cloro.

Parceria com o Mexe Campina

Outra parceria na luta contra a Covid-19, destaca o coordenador executivo do Procon-CG, foi com a Secretaria de Esportes, Juventude e Lazer do Município. O Procon é parceiro da Sejel também no apoio ao Programa Mexe Campina, que se mantém através de aulas online: o órgão tem produzido vídeos educativos de incentivo à realização de atividades físicas em casa para que as pessoas em quarentena se mantenham saudáveis.

“São ações que dão a chance para que o Procon-CG, ao transformar recursos de multas em apoio financeiro ao esforço do prefeito Romero Rodrigues e da gestão, assuma um papel histórico nessa verdadeira batalha diária contra um inimigo invisível e letal em nosso Município”, conclui Rivaldo Rodrigues.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: Felipe Leitão na dianteira, candidatos de aluguel, o caso do PT em JP

Há pouco, em conversa amistosa com a coluna, o deputado estadual Felipe Leitão (Avante), que ocupa 1º vice-presidência da Assembleia Estadual da Paraíba (ALPB) e é presidente municipal da legenda,…

Trens passam a circular com grade horária modificada, na Grande João Pessoa

A partir da próxima segunda-feira, 21, a CBTU João Pessoa disponibilizará nova grade horária com mais opções de viagens para os seus usuários.  Acompanhando a etapa de flexibilização do governo,…