Devido ao recente aumento no valor do quilo da carne bovina, o Procon de Campina Grande realizou uma pesquisa de preços em dez supermercados da cidade. Foram coletados os preços de 23 peças de carne e a que mais se destacou foi a picanha. O quilo do produto apresentou uma variação de 96% nos estabelecimentos visitados. Em seguida estava a paleta com osso, encontrada a preços que variavam entre R$ 17,49 e R$ 28,39. Já a bisteca bovina apresentou a menor variação, 4,85%.

Rivaldo Rodrigues, coordenador executivo do Procon, explicou que o objetivo é monitorar os preços da carne bovina, neste período, e garantir que não haja aumento súbito no valor do produto.

“Estamos com fiscais nas ruas verificando os possíveis abusos. E pedimos à população que, ao observar algum preço muito absurdo, entre em contato conosco pelo 151 ou pelo whatsapp 83 98185–8168. Pedimos ainda que o consumidor pesquise muito antes de comprar o produto ou então substitua a carne bovina por outras proteínas, a exemplo da carne de frango e da suína. Além disso, pedimos que o consumidor, ao comprar a carne, exija a retirada de todas as impurezas, como sebos e pelancas, antes de pesar o produto e também observe a cor e o modo de conservação do produto”, disse Rivaldo.

O consumidor pode ter acesso a pesquisa na íntegra clicando aqui. https://procon.campinagrande.pb.gov.br/carne-bovina-pesquisa-de-precos/

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PM é afastado após gravar vídeo criticando isolamento social na PB

Um policial militar do 4º Batalhão de Guarabira, no Brejo do Estado, foi afastado temporariamente das funções após gravar um vídeo, dentro de um carro (aparentemente uma viatura) e fardado,…

Covid-19: CG é a 1ª cidade da Paraíba a adquirir testes rápidos para exames

Primeiro lote com dois mil produtos foi recebido nesta terça pela Secretaria Municipal de Saúde Campina Grande foi a primeira cidade da Paraíba a receber os primeiros lotes de testes…