Por pbagora.com.br

Oito praias do litoral paraibano estão impróprias para o banho neste primeiro dia do ano, de acordo com relatório pela Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema). Outras 48 seguem liberadas.

As praias que devem ser evitadas estão nos municípios de João Pessoa e Pitimbu.

De acordo com o relatório semanal, em João Pessoa, os banhistas devem evitar a praia do Bessa I, no trecho que fica 100 metros à direita e 100 metros à esquerda no maceió da praia do Bessa. A praia de Manaíra também deve ser evitada no trecho que fica 100 metros à direita e 100 metros à esquerda da galeria pluvial no final da Avenida Ruy Carneiro.

Na praia da Penha, é bom evitar o trecho que fica 100 metros à direita e à esquerda da desembocadura do riacho do Cabelo. Na praia do Arraial, não se deve tomar banho no trecho 100 metros à direita e à esquerda da desembocadura do Cuiá. E na praia de Cabo Branco, também em João Pessoa, os banhistas devem evitar banho nas mediações da rotatória no final da Avenida Cabo Branco, 100 metros à direita e 100 metros à esquerda.

No município de Pitimbu, deve-se evitar as praias de Pitimbu e Maceió, no trecho que fica 100 metros à direita e à esquerda da desembocadura do Riacho do Engenho Velho, e a praia do Guarita, nas águas do trecho que fica 100 metros à direita e à esquerda da desembocadura da lagoa.

A autarquia ainda recomenda aos banhistas que evitem os trechos de praias localizados em áreas frontais a desembocaduras de galerias de águas pluviais, principalmente se houver indício de escoamento recente. As outras 48 praias do litoral da Paraíba estão próprias para o banho, com a qualidade da água variando entre excelente, muito boa e satisfatória.

A equipe da Coordenadoria de Medições Ambientais da Sudema divulga, uma vez por semana, a situação de balneabilidade das 56 praias, por meio de coleta de material para análise nos municípios costeiros do Estado. Em João Pessoa, Lucena e Pitimbu, que são praias localizadas em centros urbanos com grande fluxo de banhistas, o monitoramento é semanal. Nos demais municípios do litoral paraibano a análise é realizada mensalmente.



Redação

Notícias relacionadas

Casas da Cidadania e postos do Sine ampliam atendimento na PB

As Casas da Cidadania de João Pessoa e Campina Grande, bem como nos postos locais do Serviço Nacional de Empregos (Sine/PB), ampliaram o horário de atendimento ao público a partir…

Moradores realizam protesto contra decisão que pede desapropriação de casas em CG

Moradores do Distrito dos Mecânicos, em Campina Grande, realizaram um protesto contra a decisão da Justiça que pede desapropriação de casas no município no prazo de cinco dias. Segundo as…