Por pbagora.com.br

Com levantamento em mãos, o deputado Manoel Ludgério (PDT), líder da Oposição, denuncia  que as prefeituras onde estão instalados os quatro principais aliados do governador José Maranhão somam, juntas, uma dívida superior a R$ 30 milhões junto à Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa). Campina Grande, Patos, Guarabira e Santa Rita se constituem, portanto, nos maiores motivos de sangria da empresa. Ludgério defende que se faça, o mais rápido possível, uma negociação para que a estatal não sucumba nos próximos meses.

Para Manoel Ludgério, é imprescindível que os prefeitos peemedebistas Veneziano Vital do Rêgo (Campina Grande), Nabor Wanderley (Patos), Fátima Paulino (Guarabira) e Marcus Odilon (Santa Rita) não mais “empurrem com a barriga” uma soução negociada para salvar o equilíbrio financeiro da Cagepa.,

Conforme dados apresentados pelo parlamentar, a prefeitura de Campina Grande detém um débito de R$ 22 milhões junto a Cagepa, já a prefeitura de Patos abarca um montante equivalente a R$ 1 milhão em débito. Em contrapartida, as prefeituras de Guarabira e Santa Rita devem cerca de R$ 2,5 milhões cada ao órgão do Estado.

“Em vez de o governador fazer um discurso preparando o terreno para privatizar o órgão, deveria cobrar a divida de seus correligionários e levantar novamente a Cagepa como um bom e rendoso órgão do Estado” desabafou.Ludgério esclareceu que irá tornar publica a pretensão do atual governador em privatizar o órgão. Para isso, esclarecerá para a população, durante uma sessão especial a ser realizada ainda neste mês, que os débitos do órgão são ocasionados por calotes realizados pelos correligionários do governador José Maranhão

Sessão Especial

O requerimento requisitando a realização de uma sessão especial para discutir o tema já foi aprovado no plenário da Assembléia Legislativa. A sessão será realizada na Câmara Municipal de Campina Grande com a data a ser marcada. O deputado, autor da propositura irá convidar todas as autoridades competentes para debater as dívidas do órgão e a possibilidade de privatização da Companhia.

PB Agora
 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Prefeito Cícero Lucena lamenta vacinação fora dos grupos prioritários

Nesta sexta-feira (22), o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (Progressistas) repudiou as inúmeras denúncias de pessoas que estariam furando a fila de prioridades para receber a vacina contra a…

Capitania dos Portos da PB realiza Operação Verão 2020/2021

A Marinha do Brasil (MB), por meio da Capitania dos Portos da Paraíba (CPPB), deu início à Operação Verão 2020/2021 – Todos por uma Navegação Segura, com o objetivo de…