Com levantamento em mãos, o deputado Manoel Ludgério (PDT), líder da Oposição, denuncia  que as prefeituras onde estão instalados os quatro principais aliados do governador José Maranhão somam, juntas, uma dívida superior a R$ 30 milhões junto à Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa). Campina Grande, Patos, Guarabira e Santa Rita se constituem, portanto, nos maiores motivos de sangria da empresa. Ludgério defende que se faça, o mais rápido possível, uma negociação para que a estatal não sucumba nos próximos meses.

Para Manoel Ludgério, é imprescindível que os prefeitos peemedebistas Veneziano Vital do Rêgo (Campina Grande), Nabor Wanderley (Patos), Fátima Paulino (Guarabira) e Marcus Odilon (Santa Rita) não mais “empurrem com a barriga” uma soução negociada para salvar o equilíbrio financeiro da Cagepa.,

Conforme dados apresentados pelo parlamentar, a prefeitura de Campina Grande detém um débito de R$ 22 milhões junto a Cagepa, já a prefeitura de Patos abarca um montante equivalente a R$ 1 milhão em débito. Em contrapartida, as prefeituras de Guarabira e Santa Rita devem cerca de R$ 2,5 milhões cada ao órgão do Estado.

“Em vez de o governador fazer um discurso preparando o terreno para privatizar o órgão, deveria cobrar a divida de seus correligionários e levantar novamente a Cagepa como um bom e rendoso órgão do Estado” desabafou.Ludgério esclareceu que irá tornar publica a pretensão do atual governador em privatizar o órgão. Para isso, esclarecerá para a população, durante uma sessão especial a ser realizada ainda neste mês, que os débitos do órgão são ocasionados por calotes realizados pelos correligionários do governador José Maranhão

Sessão Especial

O requerimento requisitando a realização de uma sessão especial para discutir o tema já foi aprovado no plenário da Assembléia Legislativa. A sessão será realizada na Câmara Municipal de Campina Grande com a data a ser marcada. O deputado, autor da propositura irá convidar todas as autoridades competentes para debater as dívidas do órgão e a possibilidade de privatização da Companhia.

PB Agora
 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

João Pessoa, Lucena e Conde são as cidades onde mais choveu em maio

João Pessoa é a cidade que registrou maior volume de chuvas em maio, na Paraíba. Segundo dados da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), foram registrados 557,1…

Galdino destaca trabalho intenso da Assembleia para combater impactos da Covid

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino, fez um balanço, na noite desta segunda-feira (1), em live nas redes sociais, das atividades realizadas pela Casa durante a…