Por pbagora.com.br

O fio do gerador da Policlínica Benjamin Maranhão, da Prefeitura de Bayeux, foi cortado nessa sexta-feira (19). O equipamento alimenta energia na sala que armazena as vacinas.

O secretário de Saúde de Bayeux, Nelson Soares, já comunicou à Polícia Civil e a Promotoria de Justiça do Município para investigar o ato criminoso.

“Lamentável esse fato ocorrido. Mas, já estamos tomando às providências necessárias para que a pessoa que cometeu esse ato criminoso seja punido com os rigores da lei. Mas, ressalto que nada foi prejudicado e as vacinas continuam armazenadas e refrigeradas já que temos outras fontes e energia”, explicou o secretário de Saúde de Bayeux, Nelson Soares.

O circuito de câmera da policlínica está sendo analisado para averiguar o ou os suspeitos do crime. Apesar do corte, as vacinas contra a COVID-19 não foram prejudicadas já que a sala tem outras fontes de energia.

PB Agora

Notícias relacionadas

Justiça mantém proibida a realização de cerimônias religiosas presenciais na PB

O Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) rejeitou mandado de segurança impetrado pelo deputado estadual Jutay Menezes (Republicanos) que tentava a liberação de celebrações religiosas presenciais. A decisão foi do…

Opinião: transtornos em João Pessoa expõem falhas graves na gestão de Cartaxo

João Pessoa viveu, nesta sexta-feira (26), uma situação de transtorno jamais vista pelo menos nas últimas décadas. Um caos que se instalou com as chuvas que começaram a cair durante…