Na manhã desta segunda-feira (11/12), a procuradora geral do município de Patos, Paloma Lustosa, falou sobre a abertura de inquérito público civil por parte do Ministério Público Federal para apurar a locação de veículos pela atual gestão municipal.

 

 “Recebemos essa notícia com a maior naturalidade e tranquilidade, primeiramente porque esse é uma função e uma atribuição do Ministério Público e, segundo, porque temos total convicção que todo o processo de licitação foi realizado dentro da legalidade e estamos abertos ao diálogo. Em nenhum momento a Prefeitura se recusou a prestar alguma informação ou fornecer documentos e estamos a disposição para prestar qualquer tipo de esclarecimento”, comentou Paloma.

 

De acordo com a procuradora, o município realizou um processo de dispensa de licitação para sanar uma demanda emergencial no que diz respeito à frota municipal, tendo em vista que, no começo do ano foi verificado que havia uma grande necessidade de carros para servir principalmente as secretarias de Saúde e Desenvolvimento Social, diante do sucateamento da frota recebida.

 

 

“Nós encontramos o município com os serviços e infraestrutura sucateada. Não havia frota adequada, então foi constatado situação de emergência em alguns veículos e foi feito um processo de dispensa de licitação, mas que ocorreu dentro da legalidade”.

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Assembleia debate PEC que desobriga filiação a conselhos profissionais de classe

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) debateu, durante sessão especial na manhã desta quinta-feira (22), a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 108/2019, do Governo Federal, que acaba com a obrigatoriedade…

Coronel dos Bombeiros é preso em operação contra fraudes em laudos

Uma operação do Ministério Púbico da Paraíba (MPPB) cumpre, na manhã desta sexta-feira (23), na Grande João Pessoa, mandados de busca e apreensão para desarticular um esquema de corrupção na…