A Paraíba o tempo todo  |
PUBLICIDADE

Prefeitura de CG habilita servidores para o combate aos crimes de violência contra a mulher no período do São João 2024

Cerca de 50 servidores da Coordenadoria da Mulher da Prefeitura de Campina Grande estão recebendo treinamento nesta segunda-feira, 20, para garantir proteção às mulheres durante as festividades do Maior São João do Mundo 2024. As ações de combate aos crimes de violência contra a mulher serão mantidas no Parque do Povo e também em todos os espaços públicos do Município.

O treinamento, ministrado pela coordenadora da Mulher em Campina Grande, Talita Lucena, mostra o passo a passo sobre como trabalhar com mulheres vítimas de crimes de importunação sexual, entre outros, desde a abordagem inicial da vítima até o encaminhamento para o apoio jurídico e psicológico.

O foco principal, segundo informou Talita, é a intervenção responsável em casos de violência contra a mulher. “Todos os servidores de nossa pasta estão passando por esse treinamento hoje e, ao final, estarão aptos para atuar na identificação dos tipos de violência, como prestar o atendimento humanizado e garantir todo apoio necessário para a vítima”, enfatizou Talita.

A campanha, que ocorre durante a realização d’O Maior São João do Mundo, tem o objetivo de conscientizar sobre a importunação social, prevenir e combater qualquer tipo de violência contra a mulher durante o São João.

A equipe vai dispor de um ponto fixo no Parque do Povo, durante os 33 dias de festa, com atuação de advogadas, psicólogas e assistentes sociais que prestarão o amparo legal para os casos de violência que sejam enquadrados na natureza de assédio. Além disso, haverá a estrutura da Ronda da Mulher, por meio da Guarda Municipal, o apoio da Central de Atendimento 180, trabalho educativo e o whatsApp (83) 9 9307- 8361, que ficará ativo 24 horas para o recebimento de denúncias.

A orientadora do curso, Talita Lucena, é advogada especialista em Direito Público, cientista política, vice-presidente da comissão da OAB-CG, fundadora do Instituto da Mulher, especialista em Direito da Mulher pela Universidade de Lisboa (Portugal) e possui várias premiações nacionais relacionadas ao combate à violência de gênero.

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe