Um total de 300 servidores foram demitidos da Prefeitura de Campina Grande após processo administrativo disciplinar por acúmulo ilegal de cargos. A informação foi confirmada pelo procurador-geral do município, José Fernandes Mariz.

Segundo ele, mais de mil processos administrativos foram instaurados com base em determinação do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB). O procurador informou que em alguns casos, funcionários pediram a exoneração de alguns dos cargos que acumulavam.

Desse montante, 500 processos administrativos já foram concluídos. Alguns processos seguem em investigação.

Segundo o procurador, os acúmulos de cargos identificados ocorreram entre cargos da própria prefeitura, entre municípios ou com o governo do estado.

 

Redação

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Lei obriga bares e restaurantes a auxiliar mulheres em situação de risco

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), Adriano Galdino, promulgou a Lei 11.536, de sua autoria, que obriga os bares, restaurantes, estabelecimento noturno, entre outros, a adotarem medidas de…

Debandada: pelo menos 16 prefeitos devem anunciar que seguirão com João

Pelo menos dez prefeitos filiados ao PSB na Paraíba devem deixar a legenda para seguir o mesmo rumo partidário que o governador João Azevêdo (sem partido). Na Câmara Municipal de…