O Procon de Campina Grande realizou um levantamento de preços em restaurantes que vendem comida por quilo na cidade. Os fiscais visitaram 11 estabelecimentos nos dias 2 e 3 deste mês e constataram uma variação de preços de até 82,71%. O menor preço encontrado foi no Sabor Ideal Restaurante, por R$ 39,90 e o maior foi de R$ 72,90 nos restaurantes Cabana do Possidônio e Divino Fogão no Partage Shopping.

Neste levantamento não entraram os restaurantes que oferecem o serviço de self service sem balança e com preços fixos por pessoa.

Ainda sobre o tema restaurante, o consumidor deve ficar atento a algumas dicas do Procon:

O consumidor tem direito a informação sobre produtos disponíveis e seus respectivos preços. Ou seja, o estabelecimento deve disponibilizar essas informações através de tabela com os produtos disponíveis e seus preços na entrada do restaurante, e os cardápios devem trazer todas as informações sobre as características, preços e composição dos produtos ofertados. Além destas informações, devem estar visíveis no estabelecimento as formas de pagamento. E se há cobrança de couvert artístico, deve ter um cartaz com os dias e horários da apresentação.

Outra informação importante e que muitas pessoas ignoram, é ilegal a prática de cobrar por consumação mínima e por perda de comanda. Fique atento.

E por fim, pagar 10% pelo bom atendimento do garçom é opção do cliente. O consumidor que se sentir constrangido ou obrigado ao pagamento deste serviço pode acionar a fiscalização do Procon. Denúncias e reclamações podem ser encaminhadas através dos telefones 151 de segunda a sexta, das 8h às 17h, e 98185 – 8168 nos demais dias e horários.

Preço do quilo em self service varia quase 83% em restaurantes de Campina Grande

O Procon de Campina Grande realizou um levantamento de preços em restaurantes que vendem comida por quilo na cidade. Os fiscais visitaram 11 estabelecimentos nos dias 2 e 3 deste mês e constataram uma variação de preços de até 82,71%. O menor preço encontrado foi no Sabor Ideal Restaurante, por R$ 39,90 e o maior foi de R$ 72,90 nos restaurantes Cabana do Possidônio e Divino Fogão no Partage Shopping.

Neste levantamento não entraram os restaurantes que oferecem o serviço de self service sem balança e com preços fixos por pessoa.

Ainda sobre o tema restaurante, o consumidor deve ficar atento a algumas dicas do Procon:

O consumidor tem direito a informação sobre produtos disponíveis e seus respectivos preços. Ou seja, o estabelecimento deve disponibilizar essas informações através de tabela com os produtos disponíveis e seus preços na entrada do restaurante, e os cardápios devem trazer todas as informações sobre as características, preços e composição dos produtos ofertados. Além destas informações, devem estar visíveis no estabelecimento as formas de pagamento. E se há cobrança de couvert artístico, deve ter um cartaz com os dias e horários da apresentação.

Outra informação importante e que muitas pessoas ignoram, é ilegal a prática de cobrar por consumação mínima e por perda de comanda. Fique atento.

E por fim, pagar 10% pelo bom atendimento do garçom é opção do cliente. O consumidor que se sentir constrangido ou obrigado ao pagamento deste serviço pode acionar a fiscalização do Procon. Denúncias e reclamações podem ser encaminhadas através dos telefones 151 de segunda a sexta, das 8h às 17h, e 98185 – 8168 nos demais dias e horários.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Covid-19: o Antagonista repercute posição de secretário contra carreatas na PB

A declaração do secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, ao classificar a manifestação dos comerciantes que querem retornar imediatamente ao trabalho de ‘carreata da morte’ ganhou repercussão na imprensa…

Açude de Boqueirão passa dos 62% e poderá sangrar ainda este ano

Com as cheias dos rios Taperoá e Paraíba, o açude Epitácio Pessoa, localizado na cidade de Boqueirão, Cariri do estado, registrou 62,01% de volume nesta sexta-feira (27), o que equivale…