Em mais uma semana de agenda intensa em Brasília, o deputado federal e líder da Maioria na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (Progressistas) participou de uma reunião com os demais deputados federais paraibanos e o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, no Ministério do Desenvolvimento Regional, para batalhar os recursos para a segunda fase da obra de contenção da Barreira do Cabo Branco.

O parlamentar paraibano reforçou a luta pela preservação da referida barreira, localizada no ponto mais oriental das Américas e destacou as articulações que tem feito, junto ao governo federal, na busca de realizar, com urgência, o projeto de contenção do deslizamento que acomete o cartão postal pessoense.

“O ministro Gustavo Canuto se comprometeu a levar o projeto para o presidente Bolsonaro para que os recursos sejam destinados com urgência, já que o nosso cartão postal corre sérios riscos. Precisamos lutar para preservar um dos nossos mais importantes patrimônios” pontuou.

Por sua vez o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo destacou o apoio que obteve em Brasília e revelou que com a ajuda da bancada paraibana acredita que já na próxima semana o presidente Jair Bolsonaro autorize a liberação de recursos para as obras na falésia.

“Com o apoio de nossos deputados federais, acreditamos que na próxima semana o projeto estará sendo autorizado pelo presidente. Nossa expectativa é de iniciarmos o quanto antes esta nova etapa da obra”, afirmou.

O projeto de proteção da Barreira está orçado em R$ 65 milhões e está dividido em três etapas, que consistem no enrocamento – colocação de rochas no sopé da barreira, para evitar que o mar continue atingindo a falésia, provocando sua erosão -, a fase de engorda da área de praia e, por fim, a construção de gabiões marinhos intercalados com a linha de corais existentes no local. Gabião é um tipo de muro de arrimo utilizado para estabilizar encostas e taludes.

 

Assessoria

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

STJ determina arquivamento definitivo de ação contra prefeito de Bananeiras

No dia 05.11.2019, Jorge Mussi, Ministro da 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça, concedeu a ordem no Habeas Corpus 492287/PB e determinou o trancamento da Ação Penal por Denunciação…

MPPB recomenda criação de serviço de acolhimento familiar a 17 prefeitos

O projeto ‘Família que Acolhe’ foi apresentado, esta semana, a prefeitos e representantes de mais 17 municípios da região de Campina Grande. Esses gestores receberam a recomendação ministerial para que…