A polícia vai investigar as causas do incêndio de grandes proporções que destruiu parte de um pátio que armazena material reciclável de uma fábrica de cordas no na cidade de Puxinanã, na Região Metropolitana de Campina Grande. O incêndio começou na tarde deste domingo e os Bombeiros tiveram dificuldade para debelar as chamas que se espalharam rapidamente.

 

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, a fábrica transforma material reciclado de garrafa pet em cordas. Não houve registro de feridos.

 

De acordo com os bombeiros, as chamas tiveram início no material reciclável. Os bombeiros foram chamados por volta das 12h40 e conseguiram evitar que o fogo se espalhasse para os galpões. Foram utilizados cinco carros do Corpo de Bombeiros e uma caminhão-pipa fornecido pela Prefeitura de Puxinanã.

Os bombeiros só conseguiram controlar o fogo no começo da noite.

 

Redação

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

CMCG vota projeto que suspende cobranças de empréstimos consignados

A Câmara Municipal de Campina Grande, vai votar na ,próxima sessão três projetos de lei que, de forma complementar, que suspendem a cobrança de empréstimos consignados em folha de pagamento…

Em 70 dias de medidas preventiva, 265 empresas são notificadas em JP

Setenta dias depois do início das medidas preventivas de combate ao Coronavírus na Capital, a fiscalização da Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP) visitou 542 empresas, autuou…