A atuação das delegacias, especialmente das Delegacias de Atendimento à Mulher (Deam), contra a importunação sexual será intensificada durante as festividades do São João 2019 na Paraíba. ‘Não é não também no São João’ é o nome da campanha que tem à frente a Rede Estadual de Atenção às Mulheres Vítimas de Violência Doméstica e Sexual (Reamcav), que conta com ações desenvolvidas pela Polícia Civil no âmbito da prevenção e da repressão aos crimes desse tipo. O objetivo é orientar a sociedade sobre as implicações da Lei de Importunação Sexual (Lei Federal 13.718/18) e mecanismos de prevenção e denúncia de crimes contra a dignidade feminina.

De acordo com a delegada Maísa Félix, coordenadora das Deam no estado, todas as delegacias em território paraibano irão atuar com foco na campanha. “Os profissionais estão engajados e vamos levar divulgação e material gráfico para todas as unidades, de acordo com uma agenda de visitas, de forma que chegue a todos os municípios. Na próxima quinta-feira (6), teremos uma reunião com as titulares de Delegacias da Mulher, para que esse trabalho seja disseminado”, explicou, reforçando que toda a Polícia Civil está envolvida na campanha.

Ela ainda disse que os policiais paraibanos estão prontos para um atendimento humanizado e técnico. “As Polícias Civil e Militar estão preparadas em razão do grande incentivo em relação à segurança das mulheres. Terminamos uma qualificação para a Patrulha Maria da Penha. Essa campanha é realizada de forma conjunta para a educação e conscientização da sociedade, no sentido de que podemos nos divertir com respeito à dignidade, principalmente das mulheres”, frisou.

Ela ainda acrescentou que atualmente a Polícia Civil conta com 15 estruturas de atendimento às mulheres, sendo 14 delegacias, em João Pessoa, Santa Rita, Bayeux, Cabedelo, Campina Grande, Guarabira, Patos, Cajazeiras, Picuí, Sousa, Mamanguape, Monteiro, Queimadas e um núcleo em Esperança.

Além dos telefones 190 (emergência da Polícia Militar) e 197 (disque denúncia da Polícia Civil), as queixas de importunação sexual podem ser feitas em qualquer delegacia, especialmente nas Delegacias da Mulher; nas promotorias de Justiça do MPPB em todo o Estado, e nos centros de referência de atendimento às mulheres nos municípios.

Lançamento – O lançamento oficial será nos próximos dias 5, em Campina Grande, e 7, em João Pessoa. Além de peças de divulgação, que devem ser reproduzidas nos principais veículos de comunicação e nas redes sociais dos órgãos envolvidos, também haverá ações presenciais.

Fazem parte da campanha ‘Não é não também no São João’ as Secretarias de Estado de Segurança e Defesa Social (Seds) e da Mulher e da Diversidade Humana (Semdh); Ministério Público da Paraíba (MPPB); o Tribunal de Justiça (TJPB); a Defensoria Pública; a Associação Paraibana do MP; as prefeituras de João Pessoa, de Campina Grande e de Mamanguape; a Câmara Municipal de João Pessoa, a Assembleia Legislativa, Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup)  e Movimento de Mulheres Municipalistas (MMM) e outros parceiros.

PB Agora

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ibama inspeciona corais de praias de Cabedelo em busca de óleo

Nesta segunda-feira (14), o Ibama junto com a Secretaria de Meio Ambiente de Cabedelo realizou uma fiscalização nas praias de Areia Vermelha e Areia Dourada na busca por manchas de…

Mais de 2.600 cartões do Passe Legal foram bloqueados em setembro, em JP

Durante o mês de setembro, o sistema da biometria facial, que opera nos ônibus da capital, detectou a possibilidade de acesso irregular nos coletivos 83.628 vezes. Após verificação, ficou constatado…