A Polícia Militar retirou das ruas 18 armas de fogo, entre a tarde dessa terça (7) e a madrugada desta quarta-feira (8), em ações realizadas nas cidades de Massaranduba, Barra de Santa Rosa, Caaporã, Tavares, Sousa, Santa Rita, Queimadas, Picuí e Sapé. Foram presos 11 suspeitos em flagrante.

Em Barra de Santa Rosa, foram apreendidas três espingardas durante buscas para prender um foragido da Justiça. O procurado não foi localizado, mas um homem ligado a ele, de 30 anos, foi preso em flagrante. No município de Massaranduba, a arma apreendida também foi uma espingarda, que estava com dois homens, de 45 e 23 anos, flagrados também com 30 aves silvestres. Na cidade de Picuí, foram apreendidas duas armas de fogo e um simulacro, com um suspeito de 24 anos.

Em Queimadas, foram quatro espingardas apreendidas em uma única ação, que prendeu um homem de 46 anos. Na cidade de Santa Rita, a PM apreendeu duas pistolas com uma mulher de 32 anos. E no município de Sapé, a arma apreendida foi um revólver, com dois suspeitos de roubo. Os presos têm 22 e 24 anos.

No Sertão do estado, foram apreendidas outras duas espingardas durante incursão policial realizada no sítio Cacimbinha, na cidade de Tavares. Os suspeitos fugiram ao perceber a chegada da PM. Em Sousa, foi apreendido um revólver e uma moto, durante perseguição a um suspeito que estaria planejando assalto. Ele fugiu, mas já foi identificado.

Grupo criminoso desarticulado – As armas apreendidas na cidade de Caaporã, na madrugada desta quarta-feira (8), estavam sendo usadas em tiroteios e assassinatos praticados por integrantes de um grupo criminoso em disputa pelo tráfico de drogas. As equipes policiais realizaram uma ação no conjunto Mangabeira e surpreenderam três homens, de 35, 21 e 18 anos, com um revólver, uma espingarda, munições, capa de colete e porções de maconha. Um deles, o de 21 anos, estava foragido do sistema prisional desde janeiro e responde por um homicídio ocorrido em 2017.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Vidas x economia: líderes dos comerciários entram em rota de colisão em CG

O duelo social entre preservar a vida ou a economia do país tem sido o debate mais atual diante das medidas de distanciamento social adotadas em consequência da pandemia do…

Wilson Filho critica individualismo da Unimed-JP após judicialização de lei que amplia atendimento

O deputado estadual Wilson Filho (PTB) criticou a Unimed João Pessoa por judicializar a lei 11.686/2020, denominada de “Fila Zero”, que permite ao Governo do Estado internar pacientes do Sistema…