Por pbagora.com.br

O decreto assinado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, autorizando o funcionamento de academias, barbearias e salões de beleza durante o isolamento social não terá validade na cidade de João Pessoa.

Com base em decisão do Supremo Tribunal Federal que dá autonomia aos estados e municípios para legislar sobre essa decisão, a Prefeitura Municipal de João Pessoa não vai abrir mão do decreto municipal que mantém esses estabelecimentos fechados.

De acordo o procurador da PMJP, Adelmar Azevêdo Régis, a Capital em nenhum momento incluiu em nenhum de seus decretos as atividades realizadas por barbearias, salões de beleza e academias, como serviços essenciais.

– O próprio decreto federal, de forma expressa, preservou a competência ou a tomada de providências normativas e administrativas por parte dos estados e por parte dos municípios. Então, permanece inalterada a situação jurídica desses estabelecimentos aqui na Capital.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ações de Ruy na prefeitura vão estimular geração de empregos e renda a partir de janeiro

Uma gestão dinâmica com ações para estimular a retomada econômica. É o que propõe o candidato a prefeito de João Pessoa, Ruy Carneiro, já a partir de janeiro de 2021,…

PRF na Paraíba prende dupla com revólver furtado em Pernambuco

O revólver estava pronto para uso, com cinco munições intactas, e havia sido furtado de uma empresa de segurança privada A Polícia Rodoviária Federal na Paraíba prendeu, na tarde da…