A vereadora Eliza Virgínia (PP) protocolou, na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), o projeto que dispõe na criação das 10 medidas de segurança nas escolas e creches de João Pessoa. O PL ainda vai ser aprovado nas Comissões e logo após será encaminhado ao Plenário da CMJP para aprovação. “Este projeto visa assistir, prevenir, amparar e proteger as crianças e adolescentes de possíveis perigos nas mediações das escolas”, disse a parlamentar.

Entre as 10 medidas de segurança apresentadas no projeto, é a contratação ou disponibilização de segurança armada nas escolas e creches públicas e privadas. De acordo com a vereadora Eliza, é de extrema importância essa medida, pois vai garantir ainda mais a proteção para os pequenos. “O que aconteceu em Suzano, em São Paulo, veio também como um alerta para todos nós e não podemos ficar parados, temos que agir. Com isso, pertentemos deixar o ambiente escolar um local ainda mais seguro para todos, incluindo também os funcionários”, afirmou a vereadora.

Além disso, o PL visa instar um botão de pânico para acionar diretamente a Polícia Militar, quando for necessário, e a instalação de câmeras de monitoramento com armazenamento interno para gravações. Outra medida é a criação de um cadastro em que o responsável pelo aluno permite que o estudante possa sair sem a presença dele no local. Outro ponto, é a criação de carteiras de identificação de aluno, professores e funcionários da unidade.

“Com um caso local, que foi o de Ana Beatriz, que seu namorado atirou nela dentro da Escola Municipal Violeta Formiga, no bairro de Mandacaru, alguns anos atrás, estamos também colocando ao projeto, o acesso aos agentes de segurança pública, com ou sem vínculo com a unidade escolar, poderem ter livre acesso sob quaisquer circunstâncias as dependências das unidades públicas e privadas de ensino, desde que estejam devidamente identificados”, revelou a parlamentar.

O projeto de autoria da vereadora Eliza Virgínia já foi solicitado por outros municípios, com o intuito de também ser estabelecido como lei.

Confira as 10 medidas de segurança nas escolas:

Contratação ou disponibilização de segurança armada nas escolas e creches, públicas e privadas;

Livre acesso de qualquer agente de segurança pública nas escolas e creches em qualquer circunstância;

Cadastramento do responsável do aluno para permissão de entrada e saída do aluno, sem a presença do mesmo;

Confecção de carteiras de identificação de aluno, professores e funcionários da unidade escolar;

Inspetores e monitores dentro do estabelecimento educacional

Instalação de alarmes sonoros e visuais de emergência;

Instalação de detector de metais fixo;

Instalação de câmeras de monitoramento, com armazenamento interno para gravações;

 instalação de botão de pânico, para acionar diretamente a polícia militar

 treinamento anual para alunos, professores e funcionários, com atividades de simulação de atentados, incêndios, enchentes, brigas, entre outros.

 

Redação com Assessoria

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Homem morre após colisão entre carro e moto em Pedras de Fogo

Na manhã desta terça-feira (21), um acidente na rodovia PB-032, na cidade de Pedras de Fogo, culminou com a morte de um motociclista. Segundo as informações de testemunhas, uma ultrapassagem…

Jovem morre após ser atingido por raio na cidade de Massaranduba

As fortes chuvas que caíram na região de Campina Grande nessa terça-feira (21) culminaram em uma tragédia. O jovem Reginaldo Arruda conhecido como Zezé, residente da cidade de  Massaranduba foi…