Por pbagora.com.br

A Associação dos Piscicultores da Barragem Acauã, em Itabuba, vai comercializar pelo menos 4 toneladas de peixe fresco durante a Semana Santa. A informação é do presidente da entidade, Luiz Pedro, que demonstrou otimismo com a previsão de vendas, apesar do momento difícil da pandemia.

O dirigente da Associação também ressaltou que o grupo de pescadores iniciou a produção de mais 6 toneladas de peixes em tanques, para comercializar através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) do Governo do Estado, a fim de atender à demanda de consumo no próprio município, a partir do mês de maio.

Assistidos pela extensão rural da Empresa Estadual de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (Empaer), vinculada à Sedap, na produção do pescado produzido pela Associação e outros pescadores que usam as águas da Barragem Acauã, os criadores devem comercializar cerca de 20 toneladas de peixe, nos próximos meses.

Na região, o peixe tem preço médio de R$ 6,00 e R$ 8,00 o quilo, o que gera boa expectativa para dezenas de pescadores residentes nas comunidades Melancia, Tabocas e Cajá e outros que trabalham utilizando as águas da barragem. O técnico Geogles Dantas é quem presta assistência aos piscicultores, com o acompanhamento do gerente regional da Empaer em Itabaiana, Paulo Emilio de Sousa.

PB Agora

Notícias relacionadas

Opinião – Guerra do lixo: MPPB já entrou na bronca. Tem caroço no angu?…

A sociedade e os órgãos de fiscalização precisam estar sempre muito atentos a tudo aquilo que é inerente às licitações. Sobretudo aqueles contratos milionários de prestação de serviço na área…

“Decisão a favor da vida”, diz Dom Delson sobre proibição de missas na pandemia

Uma decisão a favor da vida. Foi assim que o arcebispo da Paraíba Dom Manoel Delson classificou o entendimento do Supremo Tribunal Federal que por 9 votos a 2, permitiu que…